Alunos da UEA pedem segurança em parada de ônibus na Avenida Darcy Vargas

Protesto foi realizado por cerca de 60 pessoas. Na noite de quarta (10), um universitário foi atingido com três tiros, durante tentativa de assalto em uma parada de ônibus que fica em frente à instituição

Stephane Simões / redacao@diarioam.com.br

Manaus – Alunos da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) fizeram uma manifestação, na manhã desta quinta-feira (11), na Avenida Darcy Vargas, bairro Parque Dez, zona centro-sul da capital, em protesto pela falta de segurança em uma parada de ônibus que fica em frente à instituição, onde o aluno Josias Maia dos Santos, 22, foi atingido com três tiros, durante uma tentativa de assalto, na noite desta quarta-feira (10).

Portando faixas e cartazes, cerca de 60 pessoas, entre alunos de diversos cursos e funcionários, se reuniram para tentar chamar a atenção para o ocorrido e pedir mais segurança. Os manifestante chegaram a fechar a Avenida parcialmente, mas sem interromper totalmente o fluxo.

Segundo o coordenador do curso de Licenciatura em Computação e organizador da manifestação, professor Almir de Oliveira, casos de insegurança são registrados recentemente. “Eu mesmo fui aluno desta instituição e, durante os quatro anos da graduação, fui assaltado três vezes aqui na frente. Os nossos alunos saem daqui e não sabem se vão chegar em casa. Toda semana nós escutamos um relato de alguém que foi assaltado”, contou.

Os alunos pretendem fazer outras manifestações, em locais diferentes, que ainda serão definidos. Segundo Oliveira, um documento foi encaminhado para a reitoria da instituição, para que os alunos possam entrar em contato com a Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM) e pedir apoio.

“Tá um clima de insegurança. Nós estamos nos sentindo extremamente ameaçados, pelo simples fato de estar esperando um ônibus na parada, na frente da instituição. Nós não podemos mais aceitar isso. Precisamos que alguma medida efetiva seja tomada, porque, geralmente, coloca-se uma viatura durante uma semana, e na semana seguinte isso não acontece mais”, acrescentou.

Nota

Por meio de nota, a Universidade do Estado do Amazonas (UEA) informou que o aluno do curso Licenciatura em Computação, Josias Maia Santos, vítima de ferimento por arma de fogo durante assalto em frente à Escola Superior de Tecnologia (EST) da UEA, na noite dessa quarta-feira (10), encontra-se ainda em observação, sem previsão de alta e sem risco de morte, conforme boletim médico divulgado na manhã desta quinta-feira (11), pelo Hospital 28 de agosto.

Ainda na manhã desta quinta, o reitor Cleinaldo de Almeida Costa falou com o secretário da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), coronel Amadeu Soares, para solicitar reforço policial na área da EST, assim como policiamento no entorno de todas as unidades da universidade, na capital e interior.

“Compreendemos que segurança e iluminação pública não estão sob governança da UEA, por isso estamos em contato com a SSP, Manaus Energia e Prefeitura de Manaus para tratar desses dois itens nas imediações das unidades da universidade”, destacou o Reitor.

Além disso, por meio da Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários, a UEA está prestando apoio ao aluno e à sua família até o completo restabelecimento do estudante.

***Atualizada às 19h para acréscimo de informações***