Aprovados em concurso da Susam permanecem acampados em frente à secretaria

De acordo com Gracilene Medeiros, membro da comissão dos concursados, o ato também está acontecendo nos municípios de Parintins, Urucará, Manacapuru e Tefé

Stephane Simões / redacao@diarioam.com.br

Manaus – Os aprovados do concurso público da Secretaria de Estado de Saúde (Susam) permanecem acampados em frente à sede do órgão, na Avenida André Araújo, zona centro-sul de Manaus. O ato, que iniciou na manhã desta terça-feira (8), pede a convocação de 2.269 aprovados no concurso realizado em 2014.

Segundo a assistente social e membro da comissão dos concursados, Gracilene Medeiros, até o momento, o secretário da Susam, Francisco Deodato, ainda não convocou o movimento para negociar. “Ele passa por nós e finge que não nos vê. Nós não sairemos, mesmo que ele divulgue uma lista com poucas pessoas. Ele está reduzindo cada vez mais na chamada. O nosso objetivo é convocação imediata de todos”, afirma.

Para Gracilene, não há motivos para a não convocação dos concursados, haja visto que o concurso foi homologado em 2015. “Não pode existir desculpa de que está em período politico, isso não é justificativa, nem cogitamos isso. O concurso já foi homologado, então não há nenhum impedimento”, ressalta.

De acordo com o movimento, 2.269 aprovados aguardam a convocação, sendo que 1.245 são de Manaus, 487 são do interior e 537 são das fundações. “Ele tem que se comprometer conosco e apresentar um cronograma, no qual tem que estar, até junho deste ano, as nossas convocações e que sejamos incluídos, nesse quadrimestre, na lei de responsabilidade fiscal”, acrescenta Gracilene.

Para os próximos dias, caso o secretário de saúde não entre em contato com o movimento, os concursados estão planejando fechar o trânsito. A data ainda não está definida. “Se ele não entrar em contato conosco, nós vamos fechar o trânsito, levar uma escola de samba e vamos fazer um grande barulho. Nós só vamos sair diante do comprometimento do secretário”, disse Gracilene.

Gracilene afirma, ainda, que o movimento reúne cerca de 200 pessoas, divididas em grupos de 50 pessoas, que se revezam em turnos. Além dos aprovados da capital, o protesto reúne, também, representantes das cidades de Parintins, Urucará, Manacapuru e Tefé.

A Susam informou, em nota, que vem dialogando, constantemente, com três comissões que acompanham a situação do concurso e que  já está preparando nova chamada do concurso de 2014. O edital com a chamada dos concursados será publicado no Diário Oficial do Estado (DOE), até o final deste mês de maio, para apresentação dos convocados a partir de 1º de junho de 2018.

Em fevereiro de 2018, a Susam convocou 428 aprovados, dos quais 49 para os quadros da Susam e 379 para as fundações de saúde. A próxima chamada deverá incluir servidores para unidades de saúde da capital e interior.”A Susam esclarece, ainda, que pretende fazer outras chamadas este ano e o planejamento é feito conforme o orçamento do Estado e o limite prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal”, diz a nota.