Cerca de 15 mil pessoas devem retornar à Manaus após o Carnaval, diz Arsam

As fiscalizações nos principais pontos de saída e entrada da capital estão sendo intensificadas para coibir irregularidades

Sofia Lorrane / redacao@diarioam.com.br

Manaus – Cerca de 15 mil pessoas devem retornar à Manaus, até a tarde desta Quarta-Feira de Cinzas (14), segundo dados divulgados pela Agência Reguladora dos Serviços Públicos Concedidos do Amazonas (Arsam). Conforme a agência, desde o dia 1º de fevereiro até a tarde desta terça-feira (13), cerca de 49.600 pessoas saíram da capital para a região metropolitana e outros Estados.

Fiscalização tem o objetivo de verificar o uso dos equipamentos obrigatórios de segurança (Foto: Divulgação/Arsam)

De acordo com o chefe do departamento de transporte da Arsam, Oziel Mineiro, mais de 2.600 veículos saíram da cidade durante o fim de semana prolongado de Carnaval, de sexta-feira (9) até a tarde desta terça-feira. “Nós fizemos um levantamento e as saídas mais solicitadas foram as de Presidente Figueiredo (a 117 quilômetros ao norte de Manaus), Rio Preto da Eva (a 57 quilômetros a nordeste de Manaus) e Manacapuru (a 68 quilômetros a oeste de Manaus)”, disse.

Mineiro explica que a fiscalização tem o objetivo de verificar o uso dos equipamentos obrigatórios de segurança. “As infrações mais comuns são documentação de veículos atrasadas, pessoas que não usam o cinto de segurança, pneus carecas, uso de capacete por motociclistas. Pedimos para os motoristas terem prudência na hora de dirigir, pois estamos em um período chuvoso e é preciso de cautela”, orientou.

A Arsam informou, ainda, que a fiscalização vem sendo intensificada desde o dia 1º de fevereiro, por meio da Operação Carnaval, com o intuito de assegurar a qualidade dos serviços e a segurança dos passageiros que utilizam esses serviços. A operação mobiliza mais de 50 fiscais de transporte intermunicipal e segue até o dia 15 de fevereiro.

No último domingo (11), em um dos pontos fixos de abordagem, localizado na ponte Jornalista Phelippe Daou, a Ponte Rio Negro, a fiscalização identificou um veículo fretado que transportava cinco passageiros no compartimento de carga, infração considerada gravíssima, de acordo com as normas do Código Nacional de Trânsito. A infração resultou nas penalidades de multa e apreensão do veículo.



SIGA-NOS NAS NOSSAS REDES