CNH Social é adiada para após as eleições

Após adiar a divulgação dos selecionados duas vezes, o Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM), informou que a lista dos beneficiários será publicada após outubro

Gisele Rodrigues / redacao@diarioam.com.br

Manaus- Quem pensou que ao se inscrever no projeto CNH Social ia conseguir tirar a carteira de motorista gratuitamente no primeiro semestre deste ano, vai ter que esperar até o final do ano, pelo menos. Após adiar a divulgação dos selecionados duas vezes, o Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) informou que a lista dos beneficiários será publicada após o mês de outubro, por causa da legislação eleitoral. Quase 300 mil pessoas se cadastraram no programa e aguardam o resultado.


Após adiar a divulgação dos selecionados duas vezes, o Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM), informou que a lista dos beneficiários será publicada após outubro
. (Foto: Sandro Pereira)

A meta do órgão era beneficiar 10 mil inscritos na primeira etapa. Anunciado na gestão anterior ao mandato complementar do governador Amazonino Mendes, o anúncio foi adiado por duas vezes, em janeiro e no mês de março. De acordo com a legislação eleitoral, (Lei federal nº 9.504/97), programas sociais só poderiam ser lançados até 180 dias antes das eleições. Segundo o Detran-AM, a diretoria do órgão precisou fazer o cadastro das empresas parceiras do projeto, como clínicas de avaliação médica e autoescolas, mas não conseguiu em tempo hábil para lançar o programa antes de abril.

De acordo com o Detran-AM, após a divulgação do primeiro grupo de mil candidatos selecionados, será fixado um prazo de 15 dias, para que apresentem a documentação necessária para referendar as informações prestadas no ato da inscrição. Os que não atenderem aos requisitos estabelecidos no projeto serão excluídos e outros candidatos serão convocados, de acordo com as informações repassadas pelo órgão estadual de trânsito.

Para ser beneficiado, o candidato à CNH Social precisa ter idade superior a 18 anos, morar no Amazonas há pelo menos dois anos e ter renda familiar mensal de até três salários-mínimos ou desempregadas há mais de um ano. Além disso, também é preciso ser inscrito em programas sociais governamentais, como o Bolsa Família e cadastrado no Cadastro Único (CadÚnico), segundo informou o Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas.

Longa espera

Os quase 300 mil inscritos no programa CNH Social estão tendo que esperar um longo período para iniciarem o processo para retirar a carteira de habilitação. No mês passado, o Detran-AM foi cobrado pela REDE DIÁRIO DE COMUNICAÇÃO (RDC) sobre a demora para divulgação dos contemplados no programa e o órgão informou que com 270 mil inscrições para serem analisadas, a maior dificuldade estava sendo excluir pessoas com Cadastro Único (CadÚnico) falso.

O grupo de trabalho formado para analisar as inscrições fez um pente-fino, segundo apontou o Detran na época. Quando o período das inscrições foi interrompida, o diretor-presidente do Detran chegou a informar, por meio de nota oficial, que todos os candidatos inscritos, dentro os quase 300 mil, que atenderem aos requisitos seriam contemplados com a CNH Social.

D24m – CNH Social adiada:

CNH Social é adiada para depois da eleição:

Posted by D24am on Saturday, April 14, 2018