Com mais de 95% de crianças vacinadas, campanha contra a poliomielite termina em Manaus

Mesmo com o término da campanha, a população deve ficar atenta para a imunização das crianças contra a doença de acordo com o esquema de rotina exigida no calendário vacinal do Programa Nacional de Imunização (PNI)

Manaus – Ultrapassando a meta de vacinar no mínimo 95% das crianças de um ano até cinco anos incompletos, a Prefeitura de Manaus encerrou nesta sexta-feira (14) a Campanha de Combate à Poliomielite (paralisia infantil).

De acordo com o último levantamento da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), o Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização (SI-PNI) apontou que a campanha em Manaus vacinou um total de 132.087 crianças, atingindo 95,2% do público alvo estimado para o município.

Mesmo com o encerramento da campanha, a população deve ficar atenta para a imunização das crianças contra a poliomielite. (Foto: Divulgação/Semcom)

A campanha teve início no dia 6 de agosto e estava programada, inicialmente, para encerrar no dia 31 do mesmo mês, mas foi prorrogada pelo Ministério da Saúde até o dia 14 de setembro em todos os estados que não alcançaram a meta de vacinar o mínimo de 95% do público alvo.

Além do trabalho realizado nas 183 salas de vacina em Manaus durante todo o período de campanha, a Semsa organizou um ‘Dia D de Mobilização’, no dia 18 de agosto, com 549 postos, e uma intensificação em um sábado, dia 1º de setembro, com o funcionamento de 63 Unidades de Saúde.

O secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi, ressaltou que, mesmo com o encerramento da campanha, a população deve ficar atenta para a imunização das crianças contra a poliomielite de acordo com o esquema de rotina exigida no calendário vacinal do Programa Nacional de Imunização (PNI), que estabelece a aplicação de três doses da vacina injetável (VIP), quando a criança completa dois, quatro e seis meses de vida, além das doses de reforço com Vacina Oral Poliomielite (VOP) aos 15 meses de vida e aos quatro anos de idade.

“As Unidades de Saúde mantém durante todo o ano a oferta das vacinas para que a criança receba o esquema completo de imunização. E pais e responsáveis devem ficar atentos para levar as crianças até uma UBS e, assim, garantir a proteção. Também devem levar o cartão de vacina para que os profissionais de saúde possam avaliar e fazer a atualização vacinal, quando houver necessidade, para outras doenças imunopreveníveis”, alertou Marcelo Magaldi.

A lista com o endereço das 183 salas de vacina em Manaus pode ser acessada no site da Semsa, incluindo as 10 UBSs que funcionam em horário ampliado, abertas ao público até 21h, de segunda a sexta-feira, e das 8h às 12h, aos sábados.

Sarampo

Em nível nacional, a Campanha lançada pelo Ministério da Saúde incluiu a vacinação de crianças contra o sarampo, mas em Manaus, considerando o surto da doença, a aplicação da tríplice viral, que imuniza contra sarampo, rubéola e caxumba, foi antecipada, tendo registrado a vacinação de 204.897 crianças na faixa etária de seis meses até 6 anos incompletos, atingindo 106,9% da meta.

A vacina tríplice viral está disponível, direcionada para a faixa etária de seis meses a 49 anos, na rotina diária de serviço das 183 salas de vacina em Manaus.