Dia D de vacina contra a gripe terá 649 postos em Manaus

Segundo a Prefeitura de Manaus, além dos 649 postos fixos, serão disponibilizados 177 postos volantes que circularão em áreas estratégicas da cidade

Da Redação/redacao@diarioam.com.br

Manaus- Para o Dia D de vacinação contra a gripe, neste sábado (12), a Prefeitura de Manaus informou que 649 postos de vacinação, nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), policlínicas, Centros de Atenção Integral à Criança (CAICs), igrejas, supermercados, escolas, Clubes de Mães, entre outros pontos distribuídos em todas as zonas da cidade, funcionarão das 8h às 17h. De acordo com a Prefeitura, nos shoppings Via Norte, Nova Cidade, Cidade Leste, Studio 5, Manauara, Amazonas e Millennium, o horário será diferenciado, das 10h às 18h.

Segundo a Prefeitura de Manaus, além dos 649 postos fixos, serão disponibilizados 177 postos volantes. (Foto: Arquivo/Semcom)

A campanha segue a mobilização nacional de imunização contra o vírus Influenza, causador da doença. Segundo a prefeitura, além dos 649 postos fixos, serão disponibilizados 177 postos volantes que circularão em áreas estratégicas para atender as comunidades. Os últimos ajustes para o Dia D foram feitos durante reunião na manhã de ontem, na sede da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), da qual participaram os subsecretários de Gestão Administrativa e Planejamento, Jean Abreu, e de Gestão da Saúde, Adriana Elias, com responsáveis pelas áreas de Vigilância Epidemiológica, Imunização, Logística e Comunicação.

O público-alvo da campanha é de 424.402 pessoas e a meta é vacinar 90% deste total. Para isso, serão disponibilizadas em torno de 450 mil doses de vacina. “Montamos uma estrutura para que nossa cobertura seja o mais eficaz possível. Teremos 2,5 mil pessoas trabalhando neste sábado para assegurar que ninguém fique sem a vacina. A orientação do prefeito Arthur Virgílio Neto é que consigamos ultrapassar a meta, como tem acontecido em campanhas anteriores, o que rendeu, inclusive, reconhecimento nacional aos resultados alcançados pela Semsa”, informa o secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi.

A campanha é voltada para indivíduos com 60 anos ou mais de idade, trabalhadores de saúde, povos indígenas (aldeados e assistidos pela Sesai), crianças na faixa etária de 6 meses a 4 anos, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional e professores das escolas públicas e privadas.

Os portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais deverão apresentar o laudo médico, receita, carteirinha dos programas de saúde, prescrição médica ou outro documento que comprove a sua condição clínica para receber o imunobiológico, assim como, os professores também deverão apresentar documentos (crachá, contracheque ou outro documento) que comprovem a profissão.