Exército apreende meia tonelada de explosivos somente na Amazônia Ocidental

Material apreendido durante a Operação Dínamo VI será destruído. Operação encerrou nesta sexta-feira (14) e ocorreu em todo País, de maneira simultânea

Com informações da assessoria / redacao@diarioam.com.br

Manaus – O Exército Brasileiro encerrou a Operação Dínamo VI, nesta sexta-feira (14), que teve como objetivo intensificar a fiscalização de materiais explosivos e correlatos. A ação foi promovida pela Diretoria de Fiscalização de Produtos Controlados (DFPC) e ocorreu em todo País, de maneira simultânea.

Na área da Amazônia Ocidental, a Operação foi conduzida pelo Serviço de Produtos Controlados da 12ª Região Militar (12ª RM), o qual foi responsável por fiscalizar 45 empresas em 23 municípios, sendo percorridos mais de 10.000 km durante a Operação.

Para tanto, foram empregados 87 militares do Exército Brasileiro, 26 pessoas provenientes de Órgãos de Segurança Pública (OSP) e Agências Governamentais, dos níveis federal, estadual e municipal. Além da participação da Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícia Militar do Amazonas (PM-AM), Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Amazonas (CBMAM), Grupamento de Manejo de Artefatos de Explosivos da Polícia Militar (Marte), Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam).

Na Amazônia Ocidental, foram apreendidas: ½ (meia) tonelada de explosivos, 1.600 metros de estopim, 179 espoletas, 1.639 metros de cordéis detonantes, bem como foram inspecionados 80 veículos, entre ônibus, caminhões e carros. O material apreendido será destruído.

Dessa forma, a Operação Dínamo VI alcançou resultados positivos ao que foi planejado, pois as operações visam incrementar a sensação de segurança, a dissuasão ao crime e fortalecer a confiança da sociedade para com as Instituições envolvidas.