Homem é preso suspeito de manter quase 40 quelônios em cativeiro, em Lábrea

Os animais seriam comercializados, segundo a polícia. A prisão foi efetuada após a Polícia Militar receber uma denúncia anônima via 190

Da Redação / redacao@diarioam.com.br

Manaus – João Cícero Dantas de Oliveira, 38, foi preso, na noite desta segunda-feira (4), suspeito de cometer crime ambiental em Lábrea (a 702 quilômetros a sudoeste de Manaus). De acordo com a Polícia Militar (PM), o homem é suspeito de manter quase 40 tartarugas em cativeiro, dentro de casa. Os animais seriam comercializados, segundo a polícia.

Tartarugas eram mantidas em cativeiro para serem comercializadas para serem comercializadas (Foto: Divulgação/PM)

A prisão foi efetuada por volta das 20h, após a PM receber uma denúncia anônima via 190. Conforme a denúncia, o homem comercializava quelônios na casa em que morava, na Rua Domingos Pinheiro, bairro São José, em Lábrea.

Ao ser abordado, o homem aparentava “estar muito nervoso”, segundo a polícia. Ao ser questionado, de acordo com a PM, o homem confessou que estava vendendo quelônios e autorizou a entrada dos policiais na casa.

Atrás do imóvel, o homem mantinha 39 tartarugas em cativeiro para serem comercializadas. O homem recebeu voz prisão, com base na lei de crimes ambientais.

De acordo com a PM, os animais foram levados para a sede do ICMBio, em Lábrea. No local, também foi lavrado auto de infração contra o homem por manter animal silvestre da fauna brasileira em cativeiro.