Homem morre sem receber atendimento médico, denuncia família

João Pantoja, 40, morreu sem receber atendimento no Hospital e Pronto-Socorro Delphina Aziz, na zona norte de Manaus, segundo familiares. Ele chegou ao hospital por volta de 16h desta quinta-feira (14)

Da redação / redacao@diarioam.com.br

Manaus – Familiares do montador de móveis João Pantoja, 40, denunciam que o homem morreu sem receber atendimento médico no Hospital e Pronto-Socorro Delphina Aziz, na Avenida Torquato Tapajós, bairro Colônia Terra Nova, na zona norte de Manaus. Ele chegou ao hospital por volta de 16h desta quinta-feira (14).

Familiares vão procurar denunciar o caso ao Ministério Público do Estado (MPE) e questionar a Susam. (Foto: Reinaldo Okita/Arquivo DA)

A irmã de Pantoja, a administradora Poliana Franco de Oliveira, 32, afirmou que João chegou ao local, ainda andando, mas não recebeu atendimento médico. “Alegaram que o médico estava ocupado sendo que era uma emergência”, disse Poliana.

Ainda segundo a mulher, depois que João morreu, uma equipe de enfermagem o levou para a área de urgência e emergência do hospital. Minutos depois, a família do homem recebeu a notícia do óbito. “Fui pedir satisfação do médico e fui expulsa de uma das salas do hospital”, afirmou a administradora.

Inconformada, a mulher disse que os familiares vão procurar denunciar o caso ao Ministério Público do Estado (MPE) e questionar a Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (Susam) nesta sexta-feira (15). O corpo do homem foi levado ao Instituto Médico Legal (IML), na zona norte da capital.

Em nota, a Susam informou que o paciente já havia sido atendido na quarta-feira (13), quando foi constatado o quadro de parestesia (sensação de dormência ou formigamento) em membro inferior. De acordo com a Susam, a equipe médica indicou internação, registrada em prontuário, no entanto, o paciente recusou-se a seguir a recomendação. Sobre o atendimento nesta quinta, a Susam afirmou que o montador de móveis foi atendido com urgência, na sala de reanimação do HPS, onde foi constatado o óbito.