Obra no Distrito Industrial terá monitoramento em tempo real

Sistema de georreferenciamento tem o objetivo de minimizar possíveis problemas no decorrer da obra e o desperdício dos recursos públicos

Da Redação / redacao@diarioam.com.br

Novidade foi apresentada ao prefeito em exercício Marcos Rotta e técnicos da Seminf e Suframa (Foto: Divulgação)

Manaus – A Prefeitura de Manaus informou que as obras de revitalização do Distrito Industrial 1 e 2 contarão com um sistema de georreferenciamento. Segundo a Prefeitura, essa ferramenta permitirá o monitoramento em tempo real, com a possibilidade de minimizar possíveis problemas e o desperdício dos recursos públicos. A novidade foi apresentada ao prefeito em exercício Marcos Rotta e demais técnicos da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) e da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), ontem, na sede da autarquia.

Segundo Rotta, toda a elaboração do projeto executivo para as obras do Distrito está pautada na transparência, seja entre as diversas instituições participantes da ação, seja para a sociedade. “Estamos fazendo tudo da maneira mais correta possível, tendo em vista o grande clamor social por esse serviço. São muitos os entraves burocráticos, mas precisamos agir dentro da legalidade, garantindo que tudo será realizado conforme o planejado e evitando problemas futuros”, destacou.

De acordo com a Prefeitura, o sistema de georreferenciamento será o mesmo já utilizado por diversas secretarias municipais no monitoramento inteligente de suas ações, como explicou o consultor em geotecnologia da Secretaria Municipal de Finanças, Tecnologia da Informação e Controle Interno (Semef), George Serra. “A Prefeitura já possui 14 pastas integradas no ambiente que chamamos de geocolaboração e qualquer dado espacial produzido por uma secretaria é compartilhado com os demais usuários do município, como também do Estado e órgãos do governo federal”, detalhou.

Segundo a Prefeitura, a Suframa também trabalha na criação de um site que servirá como fonte de consulta e controle da população e dos órgãos de fiscalização. Atualmente está sendo elaborado o projeto executivo, que norteará todas as ações de revitalização do Distrito 1 e 2. O projeto está sendo elaborado pela empresa AGC Engenharia, vencedora da licitação. No total, R$ 150 milhões serão investidos na obra, em parceria do governo federal com a Prefeitura.



SIGA-NOS NAS NOSSAS REDES