Polícia apreende 3,2 mil de pescado ilegal, em Tapauá

Conforme o Comando de Policiamento Ambiental da Polícia Militar do Amazonas, grande parte dos peixes apreendidos estavam em defeso, período em que as atividades de pesca ficam vetadas

Manaus – O Comando de Policiamento Ambiental da Polícia Militar do Amazonas apreendeu, na manhã desta sexta-feira (15), 3.286 quilos de pescado ilegal que estavam sendo transportados em uma embarcação, vinda de Tapauá (a 449 quilômetros a sudoeste de Manaus). Grande parte dos peixes apreendidos estavam em defeso, período em que as atividades de pesca ficam vetadas.

Foram encontrados, no frigorífico da embarcação, 2.428 quilos de sardinha, que pertenciam a Francisco Assis Ribeiro Araújo. Ele apresentou o guia de trânsito do material, que estava com declaração de estoque, expedida pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), com quantidade inferior ao fiscalizado (1000 quilos).

(Foto: Divulgação/PM)

No andamento da fiscalização, também foram encontrados, no frigorífico, 142 quilos de pacu, que pertenciam a Carlos Ramos Santos. Em uma caixa de isopor, foram encontrados mais 228 quilos de pirarucu, 103 quilos de pacu, 150 quilos de tucunaré (que estão no período de defeso), além de 235 quilos de outras espécies que não estão no período de defeso e que pertenciam a João Felipe dos Santos Nascimento.

A apreensão aconteceu por meio de uma denúncia informando que a embarcação ‘PP Maués’ chegaria a Manaus, por volta das 8h. As guarnições se deslocaram para o Porto da Manaus Moderna, no Centro da capital.

Após a fiscalização, o Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) foi acionado para realizar a autuação dos responsáveis. A Delegacia Especializada em Crimes contra o Meio Ambiente e Urbanismo (Dema) realizou a apreensão dos pescados que serão doados, posteriormente, para instituições de caridade. Os suspeitos foram conduzidos à Dema.