Adolescente de 15 anos leva tiro na cabeça durante ação da PM; moradores fazem protesto

Moradores da comunidade Nossa Senhora de Fátima 1, na zona norte, entraram em confronto com policiais militares durante protesto, após adolescente ser atingido com tiro durante ação de policiais no local.

Jucélio Paiva / redacao@diarioam.com.br

Manaus – Uma manifestação de moradores da comunidade Nossa Senhora de Fátima 1, bairro Novo Aleixo, zona norte, terminou em confronto com policiais militares da Ronda Ostensiva Cândido Mariano (Rocam), na noite desta segunda-feira (16). Moradores soltaram rojões e fogos de artifício e os policiais revidaram com bombas de efeito moral e balas de borracha. O Portal D24am esteve no local durante o confronto. Ninguém ficou ferido.

O protesto, segundo os comunitários, foi para pedir justiça pelo adolescente de 15 anos atingido com um tiro de pistola calibre ponto 40, na cabeça, durante ação de policiais militares da Força Tática, na Rua Abel, na comunidade Nossa Senhora de Fátima 1. Os moradores ainda recolheram a cápsula da pistola calibre ponto 40, deflagrada no local.

A mãe do adolescente baleado, a garçonete Geimara da Silva Menezes, 31, disse que o filho jogava futebol com um grupo de amigos, quando os policiais chegaram e atiraram no grupo, mas o disparo acabou acertando o filho dela. “Meu filho não era bandido, meu filho tem 15 anos, ele é menor, não é bandido. Eles atiraram injustamente no meu filho. Eles colocaram a mão na cabeça, por que os policiais tinham que atirar?”, disse. Segundo a mãe, o adolescente está em estado grave, à espera de uma cirurgia no Hospital e Pronto-Socorro João Lúcio, na zona leste da capital.

A reportagem entrou em contato com o coronel Wirley Abdala, comandante do Comando de Policiamento Metropolitano da Polícia Militar (CPM). Ele informou que os policiais da Força Tática envolvidos na ocorrência estão sendo ouvidos na Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai). “Após os procedimentos realizados na delegacia, poderemos ter os dados, mas o que sabemos é que houve um confronto e o menor foi atingido. E com ele, foi encontrado um revólver e uma quantidade de entorpecente”, alegou o comandante.

Confronto

O protesto começou na Rua Santa Helena, onde um grupo de moradores fechou a rua e ateou fogo em pedaços de madeira, por volta das 18h30. No mesmo horário, outro grupo de comunitários fez um novo ato. Policias da Rocam foram acionados, mas quando chegaram ao local, houve o confronto com os moradores, após alguns deles soltarem rojões e fogos de artifício, em direção aos policiais, segundo o tenente Reginaldo Oliveira da Rocam.

O pastor Aldeson Pereira, 39, disse que o ato dos moradores foi para cobrar justiça pelo adolescente baleado e pedir mais policiamento no local. “Morador aqui não pode sair fora de hora, porque todo mundo é tido como bandido, mas não é assim. O adolescente foi alvejado sem motivo. Eles (policiais) disseram que foi troca de tiros, mas a comunidade ouviu só um tiro”, comentou.

PM usa bala de borracha para conter manifestação no Nossa Senhora de Fátima

Posted by D24am on Monday, April 16, 2018