Adolescente ferido em chacina na Compensa segue internado em estado grave

Grupo de atiradores deixou seis mortos e nove feridos durante disparos em campo de futebol

Girlene Medeiros / redacao@diarioam.com.br

Manaus – Um adolescente de 16 anos ferido durante o tiroteio que deixou seis mortos em Manaus na última terça-feira (12) segue internado. Segundo a Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (Susam), o estado de saúde do jovem é grave. O crime aconteceu em um campo de futebol no Centro Social Urbano (CSU) do bairro Compensa, na zona oeste. Nove pessoas ficaram feridas no tiroteio.

O jovem está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto, na zona centro-sul. Em nota, a Susam informou que o adolescente está respirando com a ajuda de aparelhos. Ele também recebe medicamentos que ajudam a manter o quadro estável. De acordo com a secretaria, o jovem já passou por uma cirurgia, e a previsão dos médicos é que ele seja submetido a um novo procedimento.

Ainda segundo a Susam, um outro adolescente, de 17 anos, que também estava internado no Pronto-Socorro 28 de Agosto recebeu alta nesta quinta-feira (14). Ele foi atingido com um tiro no ombro direito. O jovem passou por avaliação de médicos ortopedistas, que atestaram quadro estável.

Além dos dois adolescentes, foram internados Fabiano de Freitas, 37, Kennedy Andrade Alves, 30, Janson da Costa Pimenta, 29, Rodrigo de Souza Ferreira de Oliveira e Jander Almeida – que não tiveram as idades divulgadas. Outras duas pessoas atendidas no Serviço de Pronto Atendimento (SPA) Joventina Dias deixaram a unidade de saúde sem se identificar. Os feridos liberados pelos médicos receberam alta entre a noite da última terça e a madrugada de quarta-feira (13).

 

Tiroteio

Um bando armado com fuzis invadiu o CSU da Compensa e disparou diversas vezes em direção ao campo de futebol, matando seis jogadores e deixando outras nove pessoas feridas. No local, ocorria um treino entre jogadores dos times Compensão e T5 Jamaica, ambos da Compensa.

Após os disparos, segundo informações da Polícia Civil (PC), os atiradores fugiram em duas picapes. Dois seis mortos, quatro chegaram a ser levados a unidades de saúde do Estado, mas não resistiram.

Os nove sobreviventes foram atendidos no SPA Joventina Dias e no Pronto-Socorro 28 de Agosto.



SIGA-NOS NAS NOSSAS REDES