Agricultor é preso suspeito de estuprar bebê, no Alvorada

À polícia, a irmã da criança, uma menina de seis anos de idade, disse que também já tinha sido vítima do homem. Ele vai para audiência de custódia

Stephane Simões / redacao@diarioam.com.br

Manaus – O agricultor Laurindo Paz, 53, foi preso em flagrante, na noite dessa quarta-feira (5), na Rua Violeta Areosa, bairro Alvorada 2, zona centro-oeste de Manaus, suspeito de estuprar uma bebê de um ano e oito meses. A irmã da criança, uma menina de seis anos, também já foi vítima do agricultor, segundo a Polícia Civil (PC).

O agricultor Laurindo Paz, 53, foi preso em flagrante, suspeito de estuprar uma bebê (Foto: Sandro Pereira)

Segundo a delegada titular da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), Joyce Coelho, o agricultor morava nas proximidades da casa das vítimas e costumava frequentar a residência. Ele foi flagrado por uma vizinha, que viu o momento em que o homem estava mostrando as partes íntimas para a criança.

“Ele estava no quintal da casa com a bebê no colo e a vizinha conseguiu ver, da janela da casa dela, o momento em que ele estava com o pênis pra fora e que ele queria que a criança tocasse. A vizinha gritou, pedindo pra ele parar, foi quando ele correu”, disse a delegada.

O agricultor Laurindo Paz, 53, foi preso em flagrante, suspeito de estuprar uma bebê (Foto: Sandro Pereira)

Conforme a delegada, a vizinha relatou, ainda, que o homem chegou a dar um beijo na boca da criança. Após presenciar o ocorrido, a vizinha avisou o pai da vítima, que conseguiu alcançar o homem na rua. O agricultor chegou a ser agredido por moradores, antes da chegada de policias da 10ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom).

De acordo com Joyce, posteriormente, o pai da vítima conversou com a outra filha, de seis anos. A menina relatou que o agricultor já tinha cometido atos libidinosos contra ela. “Ela disse ao pai e, também aqui na delegacia, que ele (o agricultor) tocava nas partes íntimas dela quando ia à casa deles”, acrescentou a delegada.

Em depoimento, o agricultor negou as acusações e disse que havia beijado a criança no rosto. Laurindo foi indiciado por estupro de vulnerável e será encaminhado para a audiência de custódia, no Fórum Henoch Reis.