Alvo de pistoleiros que mataram cantor da ‘Júnior e Banda’ é preso

Vitão' é apontado pela polícia como um dos líderes do tráfico de drogas em Coari. Segundo a polícia, os pistoleiros confundiram e mataram o cantor

Carla Albuquerque / redacao@diarioam.com.br

Manaus – Vitor Laborda Laranjeiras, 20, o ‘Vitão’, identificado pela polícia como um dos líderes do tráfico de drogas em Coari (a 363 quilômetros de Manaus), foi preso, na manhã desta quarta-feira (14), na cidade, pela Polícia Militar (PM). O Homem, segundo as investigações, era o alvo de pistoleiros que mataram o cantor Melvino Santos, da banda Junior e Banda, em Codajás, em abril de 2017. As informações são do comandante do 5º Batalhão da PM, major Pedro Moreira.

‘Vitão’ (da esquerda para a direita, o terceiro) foi preso junto com outros três homens (Foto: Divulgação/PM)

Conforme informações do major, policiais do 5º BPM receberam informações de que ‘Vitão’ estava escondido em uma casa, no Beco Tenente Holanda, no bairro de Chagas, em Coari. Durante abordagem, os policiais conseguiram prender o suspeito. Além dele, no local, também foram presos Mateus Souza de Santos, 19, o ‘Orelhudo’ e Felipe Souza dos Santos, 19. Um adolescente de 17 anos também foi apreendido.

Segundo o comandante, Mateus, Felipe e o adolescente atuavam como ‘soldados’ do tráfico para ‘Vitão’. Com eles, foi apreendido um revólver calibre 38 com quatro munições intactas.

Procura

Vitor Laborda, segundo as informações do major, estava foragido desde o ano passado. À época, ele estava preso por suspeita de envolvimento em um homicídio na Estrada do Aeroporto, no entanto, teve a prisão relaxada. O Ministério Público, por meio do defensor Weslei Machado, recorreu e a prisão preventiva foi novamente decretada. Mas, segundo Pedro Moreira, ‘Vitão’ fugiu e comandava as ações da quadrilha de seu esconderijo.

Alvo de pistoleiros

Segundo investigações da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), ‘Vitão’ era o verdadeiro alvo do grupo de pistoleiros que confundiram o traficante e acabaram matando o cantor Melvino Salvador, líder das banda Junior e Banda. O artista foi baleado no momento em que chegava em um hotel, em Codajás.

Para a polícia, os pistoleiros, que já estão presos, praticaram o crime, após terem identificado que ‘Vitão’ queria expandir o domínio do tráfico para Codajás. Vitor, Mateus, Felipe e o adolescente foram levados para a Delegacia Interativa de Coari.