Após roubar carros de empresários e de secretário do Estado, quadrilha é presa

Os envolvidos já vinham sendo investigados pela polícia desde dezembro do ano passado e, de acordo com a corporação, eles utilizavam um dispositivo que impedia o acionamento do alarme dos veículos

Édria Caroline / redacao@diarioam.com.br

Manaus – Rhanderson Pond Barroso, 30; Muriel Mendonça de Souza, 27 e Wendel Oliveira Linhares, 28, foram presos por policiais do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO). Eles são suspeitos de integrarem uma quadrilha especializada em roubos e furtos de veículos, em Manaus. Empresários e um secretário estadual estão entre as vítimas.

As investigações em torno da quadrilha iniciaram em dezembro do ano passado, quando uma empresária do ramo de eventos teve dinheiro e um netbook furtados do interior de seu veículo. Neste domingo (10), os policiais receberam a informação de que um secretário estadual teve seu carro invadido pelos infratores e objetos haviam sido furtados.

Entre eles, cartões de crédito que estavam sendo usados e deram um prejuízo de, pelo menos, R$ 35 mil para a vítima. “Já tínhamos mandados de busca e apreensão contra eles além de interceptações telefônicas. Por último, eles fizeram um secretário de estado como vítima, subtraíram cartões de crédito e débito e passaram em uma loja para fazer compras”, explicou o diretor do DRCO, delegado Sinval Barroso.

O dono da loja em que eles faziam compras é comparsa do trio e já foi identificado pela polícia. Wendel foi localizado no bairro Nova Cidade. Já Rhanderson e Muriel foram presos em uma casa alugada por Muriel, no bairro São José, zona leste da capital, onde foram encontrados vários objetos furtados como carteiras, sapatos e bolsas. O trio confessou que passagens para Fortaleza (CE) já haviam sido compradas, para onde eles fugiriam. Cerca de R$ 30 mil do prejuízo causado ao secretário estadual já foi recuperado.

Wendel é suspeito de escolher as vítimas, Rhanderson seria o responsável por praticar os roubos e furtos, já Muriel organizava a fuga. Além dos três, pelo menos mais duas pessoas fazem parte da quadrilha. “O Rhanderson é um dos maiores ladrões de veículos da cidade, com vários Boletins de Ocorrência (BOs) registrados contra ele”, afirmou o delegado. O trio foi autuado, em flagrante, por furto qualificado e associação criminosa. Eles serão encaminhados para audiência de custódia, no Fórum Ministro Henoch Reis, zona centro-sul.

‘Chapolin’

Para realizar os furtos nos veículos, o trio contava com a ajuda de um dispositivo que impede o acionamento de alarmes e travas eletrônicas dos carros, conhecido como ‘Chapolin’. “É um equipamento facilmente programado, que pode servir para acionar fogos de artifício para shows pirotécnicos e LEDs de festas, se for programado para isso. Mas pode ser programado apenas para construir uma barreira magnética, que impede travas e alarmes”, explicou o diretor do DRCO.