Caseiro é morto a facadas e tem corpo amarrado a árvore, em sítio na BR-174

De acordo com o proprietário do sítio, o caseiro trabalhava há quase dois anos no local, e a suspeita é que ele tenha sido vítima de latrocínio (roubo seguido de morte)

Jucélio Paiva / redacao@diarioam.com.br

Manaus – Um caseiro, identificado apenas como ‘Emiliano de Souza’, foi encontrado morto e amarrado a uma árvore, no sítio onde ele trabalhava, localizado no Km 23, da BR-174 (Manaus-Presidente Figueiredo), na tarde desta quinta-feira (11). A vítima tinha várias perfurações de faca pelo corpo, conforme informações do proprietário do sítio, o funcionário público Valdomiro de Souza Azevedo, 59.

Homem foi morto em sítio. (Foto: Eraldo Lopes)

Segundo Azevedo, a irmã dele, que tinha ido ao sítio com um filho para colher frutas, encontrou o corpo, por volta das 15h30. O caseiro estava com uma camisa sobre a cabeça.

De acordo com o proprietário do sítio, o caseiro trabalhava há quase dois anos no local, e a suspeita é que ele tenha sido vítima de latrocínio (roubo seguido de morte), pois a casa estava toda revirada. “O sítio pertence à nossa família. Em novembro do ano passado, tentaram matar outro caseiro nosso, que também foi amarrado na árvore. Inclusive, foi o Emiliano quem socorreu ele na época”, disse.

Até as 21h20 desta quinta-feira, a família proprietária do sítio aguardava peritos do Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC) e policiais civis da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), no local.