Clima é de insegurança em bairro da zona sul de Manaus após tiroteio na noite de domingo

Nesta segunda, as casas e apartamentos no entorno do local onde ocorreu o tiroteio estavam com as portas e as janelas fechadas e as ruas, desertas. Segundo a polícia, local é área de confronto entre facções

Sigrid Avelino / redacao@diarioam.com.br

Manaus – Na manhã desta segunda-feira, o clima era de insegurança no bairro Raiz e Betânia, na zona sul de Manaus, depois de um tiroteio entre facções criminosas na Rua Independência, na noite de domingo (18), conforme relato de moradores. O capitão Terto, da 3ª Companhia Interativa Comunitária (3ª Cicom), confirmou o tiroteio e disse que o local é “área de confrontos sempre que há um racha entre as facções”.

Em um vídeo que circula nas redes sociais, é possível ouvir o som dos disparos e homens correndo na área do Prosamim Gilberto Mestrinho, na zona sul de Manaus. De acordo com moradores que não quiseram se identificar, por medo de represálias, as cenas pareciam de filme, com muita correria e carros em alta velocidade. Não houve mortes.

 

Veja o vídeo:

Nesta segunda, as casas e apartamentos no entorno estavam com portas e janelas fechadas e as ruas, desertas. Na Rua Nova, na Rua Independência e nas vias que dão acesso ao Prosamin, entre os bairros Raiz, Betânia e Morro da Liberdade, prevaleceu o silêncio, com nenhum morador querendo se identificar para comentar sobre o tiroteio.

No muro de algumas casas, há escrito o nome de uma facção criminosa que atua no Amazonas. Quem tem comércio no local, sofre com a falta de segurança, com os proprietários trabalhando atrás das grades de proteção.

A equipe de reportagem permaneceu na área do tiroteio por cerca de uma hora. Durante esse tempo, nenhuma viatura policial foi vista no local.

Veja a reportagem: