Dupla é presa com mais de 20kg de drogas, no Porto de Manaus e no Zumbi

Foram presos um auxiliar de cozinha e um técnico de informatica

Karla Mendes / redacao@diarioam.com.br

Manaus – O auxiliar de cozinha Jorge Penha Padilha, 28, e o técnico de informatica Sildomar Gonçalves da Silva, 37, foram presos por tráfico de drogas na tarde desta terça-feira (12), após investigações de policiais do Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc).

Jorge (blusa branca, na foto) foi preso no Porto Privatizado de Manaus, no Centro da cidade, com 11 quilos de maconha do tipo skunk, e Sildomar na Avenida Cosme Ferreira, no bairro Zumbi, zona leste de Manaus com 12 quilos de maconha do tipo skunk.

Denúncia apontou que Jorge (à direita) estaria com as drogas em uma embarcação na qual ele trabalhava como cozinheiro (Foto: Eraldo Lopes)

De acordo com o delegado Paulo Mavignier, titular do Denarc, por volta das 12h de hoje,policiais receberam uma denúncia anônima informando que Jorge estaria com as drogas em uma embarcação na qual ele trabalhava como cozinheiro,vinda do município de Tabatinga (distante 1.108 quilômetros da capital).

“A ação de hoje foi feita de forma simultânea após denúncias anônimas. No caso de Jorge, a denúncia informava que ele transportava as drogas na embarcação onde trabalhava e receberia uma quantia em dinheiro como pagamento da mercadoria ainda na tarde hoje”, afirma.

Já o técnico de informática Sildomar era procurado por homicídio em um mandado de prisão expedido em junho 2012. Ao realizar a prisão na tarde de hoje (12), a polícia encontrou 12 quilos de maconha no interior da casa onde ele morava.

“Em relação à Sildomar nós já tínhamos uma investigação em curso porque ele é procurado por um homicídio que ocorreu em 2012. Após denúncias, nós fomos a casa dele e encontramos uma mala com essa quantidade de maconha”, explicou Mavignier.

A dupla foi autuada em flagrante por tráfico de drogas. Jorge será encaminhado à audiência de custódia no Fórum Ministro Henoch Reis e Sildomar , que é foragido desde 2012,deve ser conduzido ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM).