Durante briga, ferreiro é morto pela mulher com facada em artéria, diz PC

À polícia, a mulher disse que começou a discussão depois que suspeitou que o marido iria atacar um filho do casal que tem deficiência. O casal bebia durante a briga, que aconteceu no bairro Cidade de Deus

Filipe Távora / redacao@diarioam.com.br

Manaus – O ferreiro Jorge de Assunção Vieira, 59, foi morto pela esposa, Misse Macal da Silva, 54, com uma facada na perna, na noite deste sábado (21), no bairro Cidade de Deus, zona norte de Manaus. O golpe atingiu a artéria femoral da vítima. Segundo a Polícia Civil (PC), o crime aconteceu durante uma briga entre o casal, que estava consumindo bebida. À polícia, a mulher afirmou que começou a discussão depois que suspeitou que o marido iria atacar um filho dos dois que tem deficiência.

Misse foi presa e levada para o 15º DIP (Foto: Sandro Pereira)

De acordo com a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), o fato aconteceu por volta das 22h30, na casa do casal, na Rua Bem-Te-Vi. Conforme a PC, o casal brigou enquanto bebia. A polícia afirmou que Jorge golpeou a companheira e, em seguida, ela o esfaqueou na perna.

Segundo informações do 15° Distrito Integrado de Polícia (DIP), Misse acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que, ao chegar no local, constatou que a vítima já havia morrido.

Conforme o plantão do 15° DIP, em depoimento, a mulher afirmou que, ao chegar em casa, encontrou o marido consumindo bebida alcoólica com dois homens. Conforme Misse, Jorge teria insistido para que ela também consumisse bebida. Ela teria aceitado. A discussão começou em seguida.

O casal tinham seis filhos, sendo um deles com deficiência. À polícia, a mulher disse que viu o companheiro com uma faca, pronto para atacar o filho com deficiência, que dormia em uma cama.

Conforme o depoimento, a mulher começou uma luta corporal com o marido, e teria conseguido tomar a faca de Jorge. Ela contou que golpeou o companheiro na perna para se defender.

Nervosa, segundo a polícia, Misse pegou o filho e o levou à casa de uma das filhas, que morava perto da residência do casal. A mulher voltou em casa e aguardou a chegada da polícia. Ela foi presa e levada para o 15º DIP.

O crime aconteceu na casa do casal (Foto: Sandro Pereira)