Em Manaus, suspeito de estupro confessa que mantinha relações com adolescentes

Segundo a polícia, Clenildo Ferreira Mota, o Tei, utilizava o dinheiro da aposentadoria da avó dele para convencer adolescentes a manter relação sexual com ele

Stephane Simões/ redacao@diarioam.com.br

As investigações revelaram que as vítimas eram adolescentes de 14, 15 e 16 anos, todos do sexo masculino (Foto: Stephane Simões)

Manaus – Clenildo Ferreira Mota, 31, conhecido como Tei, foi preso suspeito de estupro de vulnerável e favorecimento à prostituição na última sexta-feira (22), na casa onde morava, no bairro Zumbi dos Palmares, zona leste de Manaus. De acordo com a delegada Juliana Tuma, da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), em depoimento, o suspeito confessou ter mantido relações com três vítimas, argumentando que os atos tinham o consentimento dos adolescentes.

A delegada informou que a equipe da especializada iniciou as investigações em julho deste ano, após receber denúncia anônima, informando que o suspeito utilizava o dinheiro da aposentadoria da avó dele para convencer adolescentes a manter relação sexual com ele.

“Ele usava o dinheiro para atrair adolescentes. Comprava o silêncio deles e mantinha o sistema de dependência oferecendo presentes e vantagens a estes menores”, disse a delegada.

Ainda de acordo com a delegada, foi constatado, durante as investigações, que um adolescente de 13 anos mantinha relações sexuais com Clenildo há dois anos. A vítima foi submetida a exame no Instituto Médico Legal (IML), o que confirmou o estupro. As investigações revelaram, ainda, mais três vítimas do homem, adolescentes de 14, 15 e 16 anos, todos do sexo masculino.

Durante apresentação na Delegacia Geral, Clenildo disse que fazia trabalhos voluntários na Pastoral dos Coroinhas e que não tem envolvimento no crime.

Clenildo foi indiciado por estupro de vulnerável e favorecimento à prostituição de vulnerável. Ele será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM).