Em menos de 24 horas, sete mortes são registradas em Manaus e no interior, diz PC

O corpo de uma mulher foi encontrado em uma área de mata, no Ramal do Capixaba na rodovia AM-010, com mãos amarradas. Este é o sétimo corpo localizado pela PC em menos de 24 horas

Da Redação / redacao@diarioam.com.br

Manaus- A Polícia Civil, no município de Rio Preto da Eva (a 57 quilômetros a nordeste de Manaus), localizou o corpo de um mulher no km 2 do Ramal do Capixaba, localizado no km 91 da rodovia AM-010. A mulher não identificada foi encontrada com as mãos amarradas.

A mulher não identificada foi encontrada com as mãos amarradas. (Foto: Divulgação/PC)

Segundo a polícia, o corpo foi encontrado por um morador, não identificado, que é vizinho da mulher. Este é o sétimo corpo localizado pela PC em menos de 24 horas.

Duas mulheres foram mortas a facadas na Rua Santa Luzia, no bairro São Geraldo, zona centro-sul da capital no início da noite deste sábado. Segundo a polícia, o suspeito do crime fugiu do local.

Na tarde deste sábado (21), outro corpo de um homem, também não identificado, foi encontrado dentro de uma cova, em uma área conhecida como ‘Buracão’, bairro Novo Aleixo, zona norte, na tarde deste sábado (21).

Na manhã, um corpo decapitado foi encontrado dentro de um saco jogado no meio da Rua e beco Dr. Alecrim, bairro Jorge Teixeira IV etapa, zona leste de Manaus. A cabeça, provavelmente do mesmo corpo, também estava no saco.

Ainda na manhã deste sábado, um outro corpo, sem a cabeça, foi encontrado boiando em um igarapé localizado no final da Rua Walter Rayol, na Comunidade Bariri, bairro Presidente Vargas, zona sul de Manaus. De acordo com a Polícia Civil (PC), o corpo foi encontrado por moradores da região.

Na noite de sexta-feira (20), um corpo esquartejado foi encontrado dentro de mala, no bairro Compensa, zona oeste da cidade. De acordo com informações da 8ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), uma bilhete foi deixado em cima da mala, que dizia: “Fomiguinha safado. Luciano safado. Talarico próximo e L7, Batoré”.