Ex-vereador de Coari é preso por apropriação indébita

Segundo a PC, além de atuar como vereador em Coari, ‘Dr. Adeva’ também exercia a função de advogado, mas foi denunciado por não honrar com os serviços prometidos

Manaus – O advogado e ex-vereador de Coari, Aldervan Souza Cordovil, 40, conhecido ‘Dr. Adeva’, foi preso preventivamente, na tarde da última terça-feira (19), por apropriação indébita. O mandado de prisão foi cumprido pela Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Coari (a 363 quilômetros em linha reta da capital), em um conjunto habitacional na rua Perimetral, bairro União, no município.

(Foto: Divulgação/PC)

As diligências foram coordenadas pelo delegado José Afonso Barradas, titular da unidade policial. Conforme Barradas, além de atuar como vereador em Coari, Aldervan também exercia a função de advogado, mas foi denunciado por não honrar com os serviços prometidos.

“O mandado de prisão preventiva em nome do ex-vereador foi expedido ontem (19), pelo juiz Fábio Lopes Alfaia, da 1ª Vara da Comarca de Coari. Nos deslocamos até a residência do infrator e efetuamos a prisão”, explicou o delegado.

Processo no TJAM

Barradas informou que o ex-vereador foi reeleito nas eleições de 2016, em Coari. Servidores do Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE-AM) representaram o pedido de afastamento de Aldervan das atividades parlamentares e, ainda, a suspensão do registro da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). O homem já responde a processo no Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas (TJAM) por coação no curso do processo, apropriação indébita e foi preso em março deste ano por estelionato.

Após os procedimentos cabíveis na unidade policial, Aldervan será levado ao 5° Batalhão de Polícia Militar (BPM), no município de Coari, onde irá permanecer à disposição da Justiça.