Falsa dívida de R$ 5 mil motivou sequestro e morte de casal, diz PC

Segundo a polícia, uma professora de educação infantil e o companheiro dela praticaram o crime após cobrar o dinheiro das vítimas, que já havia sido pago. Corpos foram encontrados em avançado estado de decomposição

Carla Albuquerque / redacao@diarioam.com.br

Manaus – A professora de educação infantil Waldilene da Cunha Paes, 39, foi identificada pela Polícia Civil (PC) como mentora do sequestro e assassinato do casal Edneia Cardoso Ferreira, 55, e o marido dela José Carlos Nunes Guimarães, 63. De acordo com o delegado do 23º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Cícero Túlio, a mulher planejou o crime junto com o companheiro, Nildemar da Silva Assis, 39, o ‘Colombiano’, por causa de uma falsa dívida de R$ 5 mil.

O trio foi indiciado por associação criminosa e extorsão mediante sequestro com resultado de morte (Foto: Raquel Miranda)

Além da professora Waldilene e Nildemar, também foi preso Marcos de Castro Mourão, 35. À polícia, Marcos informou que foi contratado, em Itacoatiara, apenas para dirigir para eles. “Eles disseram que vinham comprar remédios. Quando chegamos aqui, tudo mudou”, disse o suspeito, que afirmou ter recebido R$ 200 pelo serviço.

Conforme o delegado, a ex-mulher de Nildemar havia vendido um terreno para José Carlos e Edineia. Após ter recebido o pagamento, a ex não repassou nada ao ex-companheiro. A partir de então, o suspeito passou a exigir do idoso e da mulher dele, R$ 5 mil. Para parar de ser perseguidos, o casal deu a ele R$ 2 mil, mesmo assim as perseguições contunuaram.

Ainda segundo o delegado, na última quarta-feira (29), o trio sequestrou o casal no momento em que eles faziam caminhada no Bairro da União, na zona centro-sul de Manaus. Logo após o sequestro, segundo o motorista, eles seguiram para a Rodovia AM-010, onde o casal matou com um tiro o idoso, em um ramal, no quilômetro 50.

Em seguida, foram ao quilômetro 92, e no Ramal da ZF, e assassinaram por asfixia Edineia. De acordo com o delegado, mesmo após terem executado o casal, Waldilene e Colombiano passaram a pedir resgate da família do idoso. “Pelas nossas investigações, a mulher (Waldilene) foi quem planejou tudo. Ela levava na bolsa todos os materiais para amarrar e torturar as vítimas”, disse o delegado.

Investigações

Conforme o delegado Cícero Túlio, a polícia chegou aos suspeitos depois de ter monitorado, a partir de câmeras de segurança da rua de onde o casal foi sequestrado, os passos do trio. “Conseguimos identificar que eles chegaram a barreira e por meio o telefone celular que eles estavam usando para manter contato com a família do casal, identificamos que eles estavam em Itacoatiara”, falou Túlio.

Os suspeitos foram presos, no último domingo (3), e após a prisão, eles apontaram onde estavam os corpos do casal. O primeiro a ser encontrado foi o de José Carlos e por último o de Edineia. Ambos já estavam em avançado estado de decomposição.

Na manhã desta segunda-feira (4), durante coletiva, Waldilene e o companheiro Nildemar negaram o crime. No entanto, Marcos disse que sido o casal o responsável pelas mortes. O trio foi indiciado por associação criminosa e extorsão mediante sequestro com resultado de morte.

Dez na TV – assassinos de casal sequestrado:

Polícia apresenta os assassinos do casal sequestrado no Parque Dez:

Posted by TV Diário Record News Manaus – Rede Diário de Comunicação on Monday, December 4, 2017

 



SIGA-NOS NAS NOSSAS REDES