Família é rendida por quadrilha durante assalto; três envolvidos já estão presos

Segundo a PC, os assaltantes renderam cerca de 15 pessoas enquanto recolhiam dinheiro e objetos da casa da família. Três suspeitos de envolvimento no crime seguem foragidos

Da Redação / redacao@diarioam.com.br

Manaus – Cerca de 15 pessoas da mesma família foram rendidas por uma quadrilha de assaltantes, na noite desta quinta-feira (11), no Ramal do Brasileirinho, bairro Jorge Teixeira, zona leste da capital. De acordo com o delegado do 30º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Rafael Guevara, seis homens armados e encapuzados renderam a família, por volta das 22h. Ninguém ficou ferido.

Segundo o delegado, a família estava reunida na sala da casa quando os assaltantes chegaram e renderam 15 pessoas, entre elas quatro crianças, um homem de 74 anos e uma mulher, grávida de sete meses. Davi Silva Andrade, 23, e Wanderléia Fonseca Licata, 20, foram presos em flagrante por policiais militares que faziam ronda no momento do crime. Segundo Guevara, um terceiro suspeito de envolvimento no crime, identificado como Diego Armando da Silva Costa, 18, também foi preso.

Diego Armando da Silva Costa,18; Davi da Silva Andrade, 23 e Wanderléia Fonseca Licata,20 já foram detidos pela PM (Foto: Sandro Pereira e Divulgação/PM)

Segundo a proprietária da casa, uma enfermeira de 39 anos, que pediu para não ter o nome divulgado por medo de represálias, a família foi obrigada a ficar trancada em um quarto enquanto os assaltantes vasculhavam a casa procurando dinheiro.

“Foi um desespero total, ficamos com medo de ser estupradas, levaram o nosso dinheiro, aparelhos eletrônicos. Eles queriam as chaves das motos mas meu marido inventou uma desculpa e eles desistiram da ideia. As crianças estavam em pânicos e, até agora, não consigo falar direito”, desabafou.

Ainda conforme a enfermeira, um dos assaltantes chegou a apontar a arma para a cabeça de uma criança de sete anos, pedindo mais dinheiro. “Apontaram a arma na cabeça da minha filha querendo mais dinheiro, eu já tinha dado R$ 2 mil, que era o dinheiro para pagar a faculdade do meu filho e construir o muro, sorte que meu cunhado deu mais R$ 1,5 mil e soltaram minha filha”, contou.

As vítimas conseguiram pedir socorro e acionar a polícia por meio dos vizinhos e com celular que foi escondido por um deles, durante o assalto. Após os assaltantes recolherem os objetos, eles fugiram levando R$ 3,5 mil, quatro celulares, uma TV de 32 polegadas e um tablet.

Segundo o delegado titular do 30º DIP, uma arma calibre 32, com a numeração raspada, foi apreendida com Diego Armando. Os três suspeitos do crime, segundo o delegado, já foram reconhecidos pela família e vão continuar presos no 30ª DIP aguardando os procedimentos cabíveis. Os outros três suspeitos de envolvimento no crime, ainda não identificados, seguem foragidos.

***Com colaboração de Joiseane Caldeira. (Matéria atualizada às 16h)