Foragido é preso e adolescentes são apreendidos suspeitos de assaltos a ônibus

Segundo as investigações, no momento da abordagem, os suspeitos já estavam se preparando para praticar um novo assalto. Um quarto suspeito conseguiu fugir

Carla Albuquerque / redacao@diarioam.com.br

Manaus – Dois irmãos, de 16 e 17 anos, foram apreendidos e Krystphan Luan Torres de Oliveira, 24, foi recapturado nesta terça-feira (13), na zona norte de Manaus. De acordo com o delegado do 12º Distrito Integrado de Polícia (DIP) Henrique Brasil, o trio é suspeito assaltar ônibus do transporte público e de envolvimento com o tráfico de drogas. Krystphan estava foragido desde 2016.

Krystphan Luan Torres de Oliveira foi preso e os dois adolescentes foram apreendidos (Foto: Pablo Trindade)

Conforme o delegado, a polícia chegou aos suspeitos após uma denúncia anônima. Segundo as investigações, no momento da abordagem, os suspeitos já estavam se preparando para praticar um novo assalto. Eles foram localizados na Rua Angelim Doce, na Comunidade Mundo Novo, no Cidade Nova.

“Eles praticavam assaltos em coletivos, na área da Torquato Tapajós e, em seguida, fugiam para o Mundo Novo, onde moravam, para se refugiar. A fuga era rápida porque eles conheciam todos os becos e vielas da comunidade”, disse Brasil.

Segundo o delegado, os irmãos já tinham sido apreendidos, em 2017, também por assalto a ônibus. Já Krystphan, conforme o delegado, foi condenado por roubo, mas desde 2016 estava foragido do sistema prisional.

“Em depoimento, eles confirmaram para nós o envolvimento nos roubos e disseram que usavam armas brancas para evitar serem presos em flagrante”, destacou o delegado. Os assaltos, segundo a polícia, eram praticados junto com Rodrigo Nascimento da Silva, o ‘Baixinho’, que conseguiu fugir no momento da abordagem.

De acordo com o delegado, com os três, foram apreendidas duas porções médias de cocaína e duas trouxinhas da mesma droga, além de quatro porções de maconha e uma balança de precisão.

Krystphan foi autuado em flagrante por tráfico e corrupção de menores. Os dois adolescentes vão responder pelos atos infracionais de tráfico e associação para o trafico. Eles serão levados para audiência de custódia e Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (DEAAI), respectivamente.