Homem confessa ter matado mulher e ajuda polícia na localização do corpo, em Manaus

Paulo Sérgio de Oliveira, conhecido como 'Neguinho', 28, confessou ter matado Raquel Melo de Moraes, 19, na noite da última quarta-feira (19), porém, ainda não apontou o local onde o corpo foi enterrado

Jucélio Paiva / redacao@diarioam.com.br

Manaus – Paulo Sérgio de Oliveira, conhecido como ‘Neguinho’, 28, apontado como principal suspeito do assassinato da jovem Raquel Melo de Moraes, 19, foi levado por volta das 10h40 deste domingo (23) para procurar o corpo da mulher com as polícias Civil (PC) e Militar (PM).

Paulo Sérgio de Oliveira, conhecido como ‘Neguinho’, 28, é apontado como principal suspeito do assassinato da jovem Raquel Melo, de 19 anos. (Foto: Sandro Pereira/RDC)

O homem confessou ter matado Raquel na noite da última quarta-feira (19), porém, ainda não apontou o local onde o corpo foi enterrado. Ao todo, 12 policiais militares da Companhia de Policiamento de Cães (CIP Cães), com a ajuda de três cães farejadores especialistas em encontrar cadáveres, além de policiais da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), fazem buscas pelo corpo.

De acordo com informações do tenente da CIP Cães, Nilton Neto, por conta da dificuldade em saber se o corpo foi enterrado ou jogado no igarapé localizado ao lado da casa do suspeito do crime, os policiais solicitaram a presença de Paulo Sérgio para que ele aponte o local onde jogou ou enterrou o corpo de Raquel. “O suspeito fala que enterrou o corpo numa cova rasa, mas a água do igarapé pode ter levado”, disse o tenente.

A jovem de 19 anos, que trabalhava como cuidadora de idoso, foi vista pela última vez na companhia de Paulo Sérgio em um posto de combustíveis, localizado no bairro Novo Aleixo, na zona norte da capital.