Homem é assassinado em invasão, no Nova Cidade

O crime será encaminhado para a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

Carla Albuquerque / redacao@diarioam.com.br

Manaus – Paulo Henrique Serrão, 25, foi assassinado com duas facadas, na manhã desta segunda-feira (11), na invasão Buritizal Verde, no Nova Cidade, zona norte de Manaus. O local é o mesmo onde foi encontrado, em maio deste ano, o corpo do soldado da Polícia Militar (PM-AM), Paulo Sérgio Portilho.

(Foto: Raquel Miranda)

O padrasto de Paulo Henrique, Márcio Pinheiro, 44, informou que o enteado morava com ele no Conjunto ao lado da invasão, mas que ultimamente costumava passar mais tempo junto aos invasores. Ele disse que Paulo havia saído de casa por volta das 9h desta segunda-feira e próximo das 10h30 recebeu à notícia de que ele estava morto.

Segundo a PM, a polícia foi comunicada sobre o crime, mas ninguém da comunidade quis falar sobre o caso. Policiais do 15º Distrito Integrado de Polícia (DIP) e da perícia do Instituto de Criminalística estiveram no local.

Conforme os peritos, Paulo foi morto com duas facadas, sendo uma nas costas e outra no peito. Ele também apresentava outros ferimentos de faca nos braços. Os peritos acreditam que ele foi ferido ao tentar se defender dos golpes .

O crime será encaminhado para a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros. (Foto: Raquel Miranda)

Caso Portilho

O soldado Paulo Sérgio Portilho despareceu no dia 26 de maio, após sair de casa para o trabalho de segurança em uma pizzaria. Após denúncia de uma testemunha, a polícia foi à invasão e achou o o corpo do policial enterrado. Lopo após o corpo ser encontrado, um incêndio atingiu os barracos da invasão.