Homem que torturou ex-companheira e estuprou menor é ‘psicopata’, diz delegada

De acordo com a delega, na última segunda-feira (22), Luís teria sequestrado e estuprado uma menina de oito anos. Luís Fernando é acusado de torturar e sequestrar a ex-companheira

Stephane Simões / redação@diarioam.com.br

Manaus – Luís Fernando Monteiro de Araújo, 21, preso por tortura e sequestro da ex-companheira e, ainda, por estupro de vulnerável, no último sábado (26), na Comunidade do Tupé, zona rural de Manaus, foi descrito como ‘psicopata’ pela delegada titular da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), Juliana Tuma.

“A gente percebe o perfil de uma mente realmente perigosa. Eu nunca tinha me deparado de perto com uma pessoa com esse perfil, com uma fala articulada, pensamento rápido. Um perfil realmente do que a gente pode chamar de psicopata”, disse a delegada.

(Foto: Stephane Simões/Divulgação)

Luís Fernando foi preso após o recebimento de denúncia anônima. Segundo a delegada, uma denúncia feita através do Conselho Tutelar relatava que um homem, desconhecido na comunidade, estava mexendo com uma menor naquela localidade. Posteriormente, foi identificado “que se tratava de uma pessoa perigosa e que esta estava foragida”, conforme relatou a delegada.

“Nós corremos mais de 10 quilômetros atrás dele. Quando ele percebeu que estávamos chegando, correu mata a dentro, sem parar”, relatou Tuma.

Estupro

De acordo com a delega, na última segunda-feira (22), Luís teria sequestrado e estuprado uma menina de oito anos. O caso foi registrado na Depca no dia seguinte ao crime. Conforme registro de ocorrência, ele teria mantido uma criança trancada no banheiro de uma casa.

Segundo a delegada, a criança foi atraída por Luís com a promessa de que receberia bombons. “A criança relata que estaria indo para igreja quando passou na frente dessa casa e ele ofereceu bombom a ela. Ela foi até a casa e ele trancou essa criança dentro do banheiro entre 17h e 21h. Ele entrava e saia do banheiro e, todas as vezes que entrava, ele tocava nas partes íntimas dela. Na última vez que ele saiu, ela percebeu que ele não trancou a porta e ela conseguiu fugir”, contou.

Na delegacia, foi registrado o cárcere privado e o estupro de vulnerável na forma tentada. “Só o fato de ele tocar nas partes íntimas dela, já configura o estupro de vulnerável. Mas, também, o fato de trancá-la no banheiro já é um ato executório do estupro”, explicou a delegada.

Relembre o caso

Luís Fernando estava sendo procurado por ter torturado uma mulher, de 20 anos, na residência onde eles moravam com os pais de Luís. Segundo a delegada titular da Delegacia Especializada em Crimes Contra a Mulher (DECCM), Débora Mafra, o autor raspou os cabelos da vítima com uma faca, perfurou o corpo dela com um garfo e queimou as partes íntimas dela.

“Ele disse que foi traído e tinha muito ciúmes dela, mas nada justifica o crime. Ele tinha um prazer muito grande em ver as pessoas sofrendo”, acrescentou Mafra.

Dez na TV – preso por tortura e estupro:

Homem que torturou ex-companheira e estuprou menor é "psicopata", diz delegada:

Posted by TV Diário Record News Manaus – Rede Diário de Comunicação on Monday, January 29, 2018