Jovem afirma ter sido estuprada após ser arrastada por grupo, no Grande Vitória

A vítima apresentava vários hematomas nos braços e nas pernas, e disse que correu nua pelo meio da rua para fugir dos suspeitos. Ninguém foi preso

Jucélio Paiva / redacao@diarioam.com.br

Manaus – Uma adolescente de 17 anos afirmou ter sido violentada sexualmente, após ser arrastada por um grupo de 12 homens para dentro de uma casa localizada na Rua Cruzeiro, bairro Grande Vitória, zona leste da capital, no início da manhã deste domingo (20). Ninguém foi preso.

A vítima apresentava vários hematomas nos braços e nas pernas, e disse que correu nua pelo meio da rua para fugir dos suspeitos.

À REDE DIÁRIO DE COMUNICAÇÃO (RDC), a adolescente relatou que foi trancada dentro da casa e estuprada por um dos suspeitos, enquanto os outros aguardavam do lado de fora.

A vítima contou que dormiu na casa do tio e retornava para a casa onde mora com a mãe, no mesmo bairro, quando foi surpreendida pelo grupo, por volta das 6h.

A adolescente disse, ainda, que conseguiu fugir do grupo após abrir o ferrolho e pular nua pela janela do imóvel, e pedir ajuda na casa de uma pastora evangélica.”Vi um monte de homens pelados. Eles queriam arrombar a porta para me violentar, e o outro que estava no quarto dizia que não tinha acabado, e eu tentando abrir a janela para correr”, contou.

A adolescente foi acompanhada pela mãe ao 14º Distrito Integrado de Polícia (DIP), onde registrou um Boletim de Ocorrência (BO) pelo crime de estupro. Ela foi encaminhada para fazer exame de conjunção carnal e corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML).

Caso foi registrado no 14º Distrito Integrado de Polícia (DIP). (Foto: Arquivo/RDC)