Mulher é baleada, no Santa Etelvina; atirador alega que ela sumiu com droga, diz família

Droga que sumiu seria avaliada em R$ 3 mil, segundo familiares da vítima. Além de atirar contra a dona de casa, os homens teriam ameaçado familiares da mulher

Carla Albuquerque / redacao@diarioam.com.br

Manaus – A dona de casa Sabrina Souza dos Santos, 28, foi baleada com dois tiros, dentro da casa onde mora, no bairro Santa Etelvina, na zona norte de Manaus, na manhã desta segunda-feira (16). De acordo com familiares, o crime foi praticado por dois homens, entre eles um identificado apenas como ‘Mano Henrique’. Segundo a família, os atiradores suspeitam que a mulher se apropriou de uma porção de droga avaliada em R$ 3 mil.

Mulher foi baleada dentro de casa, no Santa Etelvina (Foto: Raquel Miranda)

Uma familiar de Sabrina, que preferiu não ser identificada, informou que a mulher estava morando em um sítio na BR 174 e havia retornado para a casa onde morava, na Rua Eliete Silveira, na manhã desta segunda-feira para ir ao médico. “Assim que ela chegou, os homens chegaram atrás dela. Eles primeiro arrombaram o portão e disseram que se ela não saísse, outro da família ia morrer”, contou.

Henrique, junto com o outro suspeito, invadiu a casa e efetuou dois disparos contra Sabrina, que estava na sala. A mulher foi atingida com um tiro nas costelas e outro no braço. Além dela, a avó, a mãe, duas crianças e um irmão também foram ameaçados de morte.

Sabrina foi socorrida por uma ambulância do Serviço Móvel de Urgência (Samu) e levada ao Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto. Após o crime, os suspeitos fugiram.

De acordo com familiares, Henrique acusava Sabrina de ter desaparecido com uma porção de droga avaliada em R$ 3 mil. “Ela não pegou essa droga. Ela é viciada, mas não ficou com droga de ninguém. Ela nem estava mais morando aqui quando essa droga sumiu”, disse uma familiar.

***Matéria atualizada às 13h50, para correção no nome da vítima, Sabrina Souza dos Santos, repassado pela família anteriormente como Neuza.

Mulher foi baleada dentro de casa, no Santa Etelvina (Foto: Raquel Miranda)