Mulher é torturada por dez homens, no Conjunto Viver Melhor

À polícia, a mulher disse que teve os cabelos cortados, o braço quebrado, e, ainda, sofrido várias tipos de tortura

Carla Albuquerque / redacao@diarioam.com.br

Manaus – Caio César Colares Pinto, 21, foi preso, na noite desta quarta-feira (10), suspeito de integrar um grupo formado por dez homens que torturou, roubou e tentou executar uma mulher de 28 anos, no Conjunto Viver Melhor, na zona norte de Manaus. A vítima, que teve o nome preservado, informou à polícia que o crime foi praticado após ela ter ajudado o filho de uma amiga que estava amarrado e havia sido torturado pelos suspeitos.

Mulher disse à polícia que teve os cabelos cortados, o braço quebrado e sofreu outros tipos de tortura (Foto: Divulgação/PM)

Conforme informações da polícia, por volta das 20h, policiais da 26ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), receberam informações de que uma mulher amarrada estava sendo arrastada para o mato. Os policiais foram ao local e, após as buscas, encontraram porções de cabelo ao longo do caminho que dá acessa a uma área de invasão, e conseguiram encontrar a mulher, já com o braço quebrado.

A mulher foi socorrida e, quando estava sendo levada para a unidade de saúde, identificou que um dos suspeitos estava caminhando próximo a um lanche no mesmo Conjunto. Caio foi preso em flagrante. Após a prisão, os policiais conseguiram identificar que os criminosos, além de terem levado a mulher, roubaram vários objetos do apartamento dela. O roubo aconteceu na frente dos filhos dos dois filhos da vítima, de 6 e 8 anos.

Caio foi reconhecido pela vítima momentos após a tortura ainda dentro do Conjunto (Foto: Divulgação/PM)

À polícia, a mulher disse que teve os cabelos cortados, o braço quebrado, e, ainda, sofrido várias tipos de tortura. Caio foi levado ao 18º Distrito Integrado (DIP) onde foi apresentado por tentativa de homicídio. A mulher informou que por medo vingança vai mudar de endereço.



SIGA-NOS NAS NOSSAS REDES