Policiamento em Manaus será reforçado com tropas após chacina, diz SSP

As investigações sobre a autoria do crime estão em andamento pela Polícia Civil do Amazonas. Três veículos utilizados no crime foram encontrados

Da Redação / redacao@diarioam.com.br

Manaus – A Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) determinou o reforço no policiamento em Manaus, com emprego de tropas aquarteladas, após os homicídios ocorridos no bairro da Compensa, zona oeste da cidade, na noite de terça-feira (12). As investigações sobre a autoria do crime estão em andamento pela Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), sob a coordenação da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

Chacina deixou seis mortos no bairro Compensa (Foto: Divulgação/PM)

Na madrugada desta quarta-feira (13), três veículos utilizados pelo grupo criminoso foram encontrados pela Polícia Militar do Amazonas (PMAM) abandonados no bairro Lírio do Vale, zona oeste, e no bairro Colônia Santo Antônio, zona norte.

As tropas da PM, do Choque, Rocam, Força Tática e a de Policiamento Especializado estão nas ruas desde a madrugada, segundo a SSP. A Polícia Civil também colocou nas ruas o ‘Caveirão’ e o veículo operacional blindado do Grupo Fera, para fazer o monitoramento da região oeste.

Leia também: “Meu filho saiu para brincar e voltou desse jeito”, diz mãe de homem morto em chacina

Até o momento, a secretaria não registrou casos semelhantes ou retaliação em decorrência da ação criminosa. Os três veículos encontrados estão passando por perícia. “Ao que tudo indica, as mortes são resultado de confronto entre facções rivais que disputam o espaço por tráfico de drogas”, disse o vice-governador e Secretário de Segurança Pública, Bosco Saraiva. Câmeras do Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops) estão sendo utilizadas nas investigações.

Crime aconteceu no CSU da Compensa, na noite de terça-feira (Foto: Carla Albuquerque/Divulgação)

Caso

Segundo o registro da PM, por volta das 22h de terça-feira, o socorro foi acionado para o CSU do bairro da Compensa, zona oeste, onde um bando armado fez diversos disparos de fuzil em direção ao campo de futebol onde ocorria um treino entre jogadores dos times Compensão e T5 Jamaica, ambos da Compensa.

Estão confirmadas seis mortes. Duas vítimas morreram no local dos disparos e quatro chegaram a ser levadas a unidades de saúde do Estado. Nove pessoas tiveram ferimentos em decorrência dos tiros e receberam atendimento no SPA Joventina Dias e no Hospital e Pronto Socorro 28 de agosto. Cinco já foram liberadas, duas pessoas estão internadas, sendo uma em estado grave.

Os óbitos confirmados pelo IML são de David Costa da Silva, 27; Ronaldo de Oliveira Souza, 23; Michel de Sena Passos, 33; Edilson Xavier Diniz Júnior, 24; José Diego Sena Serrão, 17; Rodrigo de Oliveira Souza, 24.

Estado de saúde dos feridos

De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde (Susam), um adolescente de 16 anos com ferimentos múltiplos de arma de fogo foi levado ao Pronto Socorro 28 de Agosto. Ele passou por procedimento cirúrgico e foi encaminhado para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em estado gravíssimo.

Jefferson de Souza Brandão foi atingido com um tiro no ombro direito. O quadro dele é estável e ainda deve passar por avaliação do ortopedista. Ainda no 28 de Agosto, foram atendidos e já receberam alta Fabiano de Freitas, 37 anos; Rodrigo de Souza Ferreira de Oliveira; Jander Almeida; Kennedy Andrade Alves, 30 anos; Janson da Costa Pimenta, de 29 anos.

No SPA do Joventina Dias, duas pessoas foram atendidas com ferimentos leves e deixaram a unidade sem se identificar.