Sargento da PM é preso com imagens de pornografia infantil em Manaus, diz polícia

O PM e outros cinco homens foram presos, em Manaus, durante uma operação realizada em outros 23 estados, além do Distrito Federal. Em Manaus, a Polícia Civil apreendeu computadores, celulares e outras mídias na casas dos suspeitos

Carla Albuquerque / redacao@diarioam.com.br

Manaus – O sargento Laurisvaldo Tavares de Souza, 52, da Polícia Militar (PM), está entre os presos pela operação ‘Luz da Infância 2’, em Manaus. A ação foi deflagrada em outros 23 estados, além do Distrito Federal, na manhã desta quinta-feira (17). Na capital amazonense, além do policial, outros seis homens foram presos. De acordo com a delegada de Proteção a Criança e ao Adolescente, Joyce Coelho, todos os suspeitos foram flagrados com imagens pornográficas de crianças e adolescentes em mídias. Os flagrantes ocorreram durante o cumprimento de seis mandados de busca e apreensão.

Em Manaus, foram cumpridos seis mandados de busca e apreensão em zonas distintas, conforme informações da Polícia Civil (Foto: Divulgação)

A delegada explicou que Manaus havia, ao todo, oito alvos envolvidos em crime de pedofilia, no entanto, dois deles não foram localizados. Segundo Joyce, os outros dois mandados de busca e apreensão, que ainda estão em aberto, serão cumpridos posteriormente. Ao todo, foram cumpridos, nos outros 23 estados e no Distrito Federal, 579 mandados de busca e apreensões. A operação foi coordenada nacionalmente pelo Ministério Extraordinário da Segurança Pública.

Em Manaus, segundo a delegada, um dos mandados teve como alvo o 1º sargento da PM Laurisvaldo Tavares. Ele foi preso no bairro Petrópolis, na zona sul de Manaus. Também foram presos o vigilante Alan Silva e Lima, 50, e o designer Adriano Jorge Xavier de Carvalho, 36, ambos localizados no bairro Nossa Senhora das Graças. O comerciante Celso de Oliveira Ramos Junior, 41, preso no bairro Cidade Nova, também está entre os suspeitos.

Além deles, também foram presos o técnico em refrigeração Alex Teixeira Monteiro, 22, no Morro da Liberdade e Natanael Gomes Braga, 29, no Jorge Teixeira. “Eles foram presos durante os cumprimentos dos mandados de busca e apreensão. As prisões ocorreram em flagrante pelo fato de estarem armazenando e divulgando imagens pornográficas de crianças e adolescentes nessas mídias”, explicou a delegada.

Ainda segundo a delegada, o envolvimento dos alvos foi descoberto durante investigações realizadas pela Diretoria de Inteligência da Secretaria Nacional de Segurança Pública, durante quatro meses. Ela disse que coube à Polícia Civil do Amazonas atuar na localização dos alvos e solicitar os mandados juntos à Justiça.

“Tínhamos aqui oito alvos, mas como tínhamos confirmados esses seis, preferimos lograr êxito neles, mas não esqueceremos desses dois que ainda faltam”, afirmou.

Durante a operação, a Polícia Civil apreendeu computadores, celulares e outras mídias na casas dos suspeitos. O delegado geral da Polícia Civil, Mariolino Brito, informou que todo material será enviado para perícia, que fará um trabalho minucioso de detalhamento das  informações. Ele não descartou que as investigações resulte em uma nova fase da operação.

O sargento Lourisvaldo, Alan, Celso, Adriano, Natanael e Alex foram autuados em flagrante por armazenamento, disponibilização, troca, transmissão e distribuição de pornografia infantil, conforme previsto no Artigo 241-B, do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Mas, além desses crimes, o policial militar também vai responder por transmitir conteúdo pornográfico de crianças e adolescentes, como consta no Artigo 241-A, do ECA.