Seis homens da ‘Família do Norte’ morrem durante tiroteio com a polícia

De acordo com o capitão da Rocam, Ricardo Lasmar, a ação começou na Avenida Grande Circular e terminou no parqueamento do Detran-AM, no bairro Colônia Terra Nova

Jucélio Paiva / redacao@diarioam.com.br

Manaus – Pelo menos seis homens, apontados como integrantes da facção criminosa Família do Norte (FDN), morrerem durante um tiroteio com policiais militares das Rondas Ostensivas Cândido Mariano (Rocam), na tarde desta sexta-feira (1º). A informação foi confirmada pelo capitão da Rocam, Ricardo Lasmar.

A ação aconteceu em uma área localizada na frente do parqueamento do Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM), no bairro Santa Etelvina, zona norte de Manaus.

Sete homens estavam em uma Kombi branca, de placa JXF-7407, fortemente armados. Seis morreram e um sobreviveu. O homem foi levado para o Hospital e Pronto-Socorro (HPS) Delphina Aziz, na Avenida Torquato Tapajós, também na zona norte da capital.

Sete armas de fogo foram apreendidas e a ocorrência vai ser apresentada no 6º Distrito Integrado de Polícia (DIP), conforme o capitão Lasmar.

‘Bonde’

Os homens que morreram durante tiroteio com policiais militarem das Rondas Ostensivas Cândido Mariano (Rocam), em uma área localizada na frente do centro de treinamento do Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM), na zona norte de Manaus, seguiam em um “bonde” para executar rivais do tráfico de drogas, conforme afirmou o coronel Bruno Azevedo, do Comando de Policiamento Especializado (CPE) da Polícia Militar (PM).

Os suspeitos, de acordo com o coronel, eram integrantes da facção criminosa Família do Norte (FDN), e estavam fortemente armados com quatro pistolas calibres 9, 380 milímetros e ponto 40, dois revólveres e uma escopeta de fabricação caseira, além de munições.

Suspeitos estavam fortemente armados. (Foto: Jucélio Paiva/Divulgação)

Sete homens estavam numa Kombi branca, de placa JXF-7407, no momento do tiroteio na frente do parqueamento do Detran. Todos foram atingidos durante o confronto e levados para o Hospital e Pronto-Socorro Delphina Aziz, na zona norte de Manaus, onde seis morreram e o que sobreviveu foi transferido para o Pronto-Socorro João Lúcio, na zona leste da cidade.

O coronel Azevedo informou ainda que, por volta das 16h, os policiais militares da Rocam receberam uma denúncia anônima de que um “bonde”, com sete integrantes da FDN, tinha saído da zona sul da capital em direção à zona norte, onde executaria rivais do tráfico de drogas.

A denúncia informava as características do veículo, localizado minutos depois na frente do centro de treinamento do Detran, no bairro Santa Etelvina, onde aconteceu o tiroteio.

“A Rocam foi deslocada ao local, identificou o veículo e fez a abordagem. No ato da abordagem os infratores resistiram à prisão e efetuaram disparos nas nossas equipes. Foi feito então o revide e, infelizmente, sete infratores foram alvejados e conduzidos até o Delphina (hospital), onde, até agora, tivemos seis óbitos confirmados e um está em estado grave”, disse o coronel.

Até a noite desta sexta-feira, nenhum dos mortos tinha sido identificado oficialmente no Instituto Médico Legal (IML).

As armas apreendidas e o veículo onde os suspeitos estavam foram levados para o 6º Distrito Integrado de Polícia (DIP). A polícia investiga quem seria o alvo dos suspeitos mortos durante o confronto com os policiais da Rocam.

***Matéria atualizada às 20h45