Sobrinho do narcotraficante João Branco é executado na Cidade de Deus, diz polícia

Segundo a polícia, o homem foi morto com quatro tiros na cabeça, dentro de um salão de beleza. Motivação e autoria para o crime ainda são investigadas

Jucélio Paiva / redacao@diarioam.com.br

Manaus – Francisco Adelandio Marques Carioca, conhecido como ‘Nenê, 34, foi executado a tiros, na tarde desta segunda-feira (12), dentro de um salão de beleza, localizado na Avenida Ouro, bairro Cidade de Deus, zona norte da capital. ‘Nenê’ é sobrinho do narcotraficante de drogas João Pinto Carioca, o ‘João Branco’, que está preso em um presídio federal, em Catanduvas (PR), conforme informações da equipe de investigação do 30º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

Corpo foi removido para o Instituto Médico Legal (IML) (Foto: Eraldo Lopes)

O crime aconteceu por volta das 16h. Dois homens, ainda não identificados, chegaram ao salão em uma motocicleta, invadiram o estabelecimento e atiraram quatro vezes contra a cabeça da vítima, que morreu na hora.

Segundo informações de policiais militares da 13ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), familiares não quiseram passar detalhes sobre o ocorrido, mas confirmaram que dois homens invadiram o salão para matar ‘Nenê’.

Uma equipe de policiais civis da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) foi ao local do crime, mas ainda não tem nenhuma pista sobre os assassinos, nem a motivação para a morte.

‘Nenê’ era natural do município de Eirunepé (a 1.160 quilômetros a sudoeste de Manaus), mesma cidade do tio dele, o narcotraficante João Pinto Carioca, preso pela Polícia Federal (PF), no dia 25 de fevereiro de 2016, em Pacaraima (RR), quando tentava sair da Venezuela e entrar em território brasileiro usando documentos falsos. ‘João Branco’ é apontado pela polícia como um dos líderes do tráfico de drogas no Estado.