Rodoviários recolhem ônibus após motorista ser morto em assalto, na Cidade Nova

Segundo informações da assessoria do Sinetram, as empresas Viação Açaí e Global Green suspenderam parcialmente a circulação de algumas linhas. Já a Viação São Pedro, onde trabalhava o motorista, tirou toda a frota de circulação

Da redação / redacao@diarioam.com.br

Manaus – Rodoviários de pelo menos três empresas do transporte público paralisaram as atividades após um motorista ser morto durante assalto a um ônibus da linha 450, na noite desta quinta-feira (14). Segundo informações da assessoria do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram), as empresas Viação Açaí e Global Green suspenderam parcialmente a circulação de algumas linhas, e os veículos retornaram para as garagens. Já a Viação São Pedro, onde trabalhava o motorista, tirou toda a frota de circulação.

As informações são preliminares e ainda não há como informar quantos ônibus paralisaram o serviço após o ocorrido, e nem quando retornarão às atividades.

Assalto

Dois homens tentaram assaltar o ônibus da linha 450, na entrada da Avenida Max Teixeira, bairro Cidade Nova, zona norte, logo após a Avenida Torquato Tapajós, e mataram o motorista, após uma troca de tiros com um policial que estava no veículo, na noite desta quinta-feira (14). Um dos assaltantes morreu e outro conseguiu fugir, mesmo atingido, em um matagal.