TRT determina circulação de 70% da frota de ônibus, caso sindicato cumpra greve anunciada

A desembargadora Eleonora de Souza Saunier, determinou que 70% da frota de ônibus opere a partir das 0h, desta sexta-feira (7). Multa estipulada pela magistrada ao STTRM é de R$ 50 mil por hora de paralisação

Jucélio Paiva / redacao@diarioam.com.br

Manaus – A presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região (TRT11), desembargadora Eleonora de Souza Saunier, determinou que 70% da frota de ônibus opere a partir das 0h, desta sexta-feira (7), caso seja deflagrada a greve anunciada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário e Urbano Coletivo de Manaus e no Amazonas (STTRM). A multa estipulada pela magistrada é de R$ 50 mil por hora de paralisação.

(Foto: Eraldo Lopes/RDC)

Para chegar a um acordo, uma reunião ocorre, neste momento, no Ministério Público do Trabalho (MPT), na Avenida Djalma Batista, zona centro-sul da capital, entre o Sindicato dos Rodoviários e o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram).

A liminar que determina 70% de circulação da frota foi entregue por um oficial de Justiça, às 16h50 desta quinta-feira (6), na sede do MPT.

O Sindicato dos Rodoviários anunciou paralisação de 50% da frota de ônibus para esta sexta-feira. A categoria reivindica o cumprimento do acordo do dissídio coletivo definido durante o movimento grevista de junho deste ano, além de outros benefícios.

***Mais informações em instantes***