Vítimas de colisão entre embarcações seguem desaparecidas; navio vinha para Manaus

Nove pessoas desapareceram após um navio cargueiro, que vinha para Manaus, colidir com um comboio de balsas, no Pará, há três dias. Equipes da Marinha, Corpo de Bombeiros e PM trabalham nas buscas

Karla Mendes / redacao@diarioam.com.br

Manaus – As nove pessoas que desapareceram após uma colisão entre um navio cargueiro e um comboio de balsas da empresa Bertolini Transportes, na madrugada da última quarta-feira (2), seguem sendo procuradas. A colisão ocorreu próximo ao município de Óbidos, no Baixo Amazonas, estado do Pará, e o navio cargueiro seguia com destino à Manaus.

Navio Santos, que pertence à empresa de navegação Mercosul, deixou o porto de Suape com destino a Manaus (Foto: Reprodução)

A Marinha do Brasil informou, por meio da assessoria de imprensa, que atende pela área e conta com apoio de mergulhadores do Corpo de Bombeiros e agentes da Polícia Militar nas buscas, que já ocorre há 3 dias.

No acidente, 11 pessoas foram atingidas e duas delas resgatadas no mesmo dia. A Marinha informou, também, que um inquérito administrativo será instaurado para apurar as causas do acidente.

Segundo noticiou o Jornal Hoje, da Rede Globo, a empresa Bertolini divulgou o nome dos nove desaparecidos após o acidente. São eles, Carlos Eduardo Bueno de Souza, César Lemos da Silva, Cleber Rodrigues Azevedo, Dárcio Vânio Rego, Dick Farney de Oliveira, Euclinger da Silva Costa, Ivan Furtado da Gama, Juraci dos Santos Brito e Wandel Ferreira de Lima.



SIGA-NOS NAS NOSSAS REDES