AmazonFace e Inpa trazem exposição sobre mudanças climáticas na Amazônia

A curadoria da exposição é feita pelo artista suíço Marcus Maeder, da Universidade das Artes de Zurique, com fotos de João Marcos Rosa e ilustrações de Rogério Lupo

Da Redação / redacao@diarioam.com.br

Manaus – Para explicar os efeitos das mudanças climáticas no futuro da floresta Amazônica, a exposição Amazônia e Mudanças Climáticas: um futuro em fotos, ilustrações e ciência leva ao público informações sobre os efeitos que o gás carbônico pode ter sobre a Floresta Amazônica. A abertura ocorreu nesta terça-feira (11) e conta com intervenções artísticas e lançamento de obras.

AmazonFace e Inpa trazem exposição sobre mudanças climáticas na Amazônia (Foto: João Marques Rosa/Inpa)

A curadoria da exposição é feita pelo artista suíço Marcus Maeder, da Universidade das Artes de Zurique, com fotos de João Marcos Rosa e ilustrações de Rogério Lupo. A exposição segue até novembro, no Paiol da Cultura, dentro do Bosque da Ciência do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), localizado na Rua Bem-te-vi, s/nº, bairro Petrópolis, zona sul. A exposição é realizada pelo Programa AmazonFace, do Inpa.

De acordo com o presidente do comitê científico do AmazonFace, o pesquisador da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) David Lapola, exposição visa divulgar também o conhecimento sobre o efeito das mudanças climáticas na Amazônia, por meio de estudos científicos e tecnológicos realizados pelo Programa de Pesquisa AmazonFace.

Na exposição, estão organizadas cerca de 30 fotos do fotógrafo de natureza João Marcos Rosa, que tem fotolivros publicados e realizou trabalhos para grandes revistas, como a National Geographic. As fotografias mostram o ambiente de trabalho do programa AmazonFace em campo e laboratório. A mostra inclui também alguns desenhos do ilustrador Rogério Lupo, profissional em ilustração botânica e de ecologia de paisagens.

Na exposição, haverá ainda uma estrutura de áudio e vídeo, chamada ‘Espírito da floresta’, criada pelo artista suíço Marcus Maeder, curador da exposição, a partir de gravações no sítio experimental da AmazonFace. “A realização dessa atividade tem intenção de envolver a sociedade científica, as instituições de pesquisa, as universidades, pesquisadores, professores e estudantes e despertar o interesse pela ciência desenvolvida aqui no Inpa e os seus métodos”, disse David Lapola.