Voluntários recolhem sete toneladas de lixo do Lago do Tarumã, em Manaus

A atividade fez parte da terceira edição da Virada Sustentável Manaus, realizada pelo Instituto Virada Sustentável, com sede em São Paulo, em parceria com a Fundação Amazonas Sustentável (FAS) e 36 instituições sem fins lucrativos

Girlene Medeiros/redacao@diarioam.com.br

Manaus – Voluntários informaram ter recolhido 7 toneladas de lixo e materiais recicláveis, descartados de forma incorreta, das águas do Lago do Tarumã, na zona oeste de Manaus, no último sábado (29). A atividade fez parte da terceira edição da Virada Sustentável Manaus, realizada pelo Instituto Virada Sustentável, com sede em São Paulo, em parceria com a Fundação Amazonas Sustentável (FAS) e 36 instituições sem fins lucrativos.

Mais de 100 voluntários participaram da iniciativa, segundo informou a assessoria de imprensa do evento, e fazem parte dos projetos ‘Grito D’Água’ e ‘Remada Ambiental’.

A atividade foi realizada no último sábado (29) (Foto: Divulgação / Virada Sustentável)

A equipe do ‘Grito D’Água’ reuniu 30 voluntários no Flutuante Abaré SUP, localizado próximo à Praia Dourada, no Tarumã. De lá, eles seguiram com pranchas de stand up paddle (SUP) e caiaques para as margens do rio, onde recolheram materiais, como garrafas de vidro e plásticas.

De acordo com o coordenador do projeto, Agnaldo Oliveira Junior, o ‘Grito D’água’ nasceu com o objetivo de, cada vez mais, tornar duradoura a ‘saúde’ dos mananciais amazônicos. Para Agnaldo, a ação provoca o engajamento com a causa ambiental. “A ideia sempre é motivar as pessoas pela ação e um único retorno que é um futuro melhor para nossos filhos e netos”, afirmou.

Outros 60 voluntários também participaram da ação por meio do projeto ‘Remada Ambiental’. Os voluntários usaram SUP, caiaques e canoas motorizadas para recolher lixo das águas, incluindo os materiais encontrados na nascente do Igarapé do Gigante, no Tarumã-Açu.

Conforme informou a equipe de divulgação da ação, os voluntários desse projeto saíram do porto ‘Marina do Davi’, onde distribuíram mudas de árvores frutíferas, com o apoio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), além de distribuírem panfletos sobre preservação do meio ambiente e fazerem um grafite sobre o tema.

Por meio da equipe de divulgação da ação, o coordenador do projeto ‘Remada Ambiental’, Jadson Maciel, disse que todas as garrafas pet recolhidas foram doadas a Eco Cooperativa, localizada na zona leste, que fará a reciclagem do material. Segundo Jadson, a iniciativa também está aberta a novos voluntários.

“É um projeto permanente, que envolve a população e todos podem participar. Basta entrar em contato através das redes sociais do Remada Ambiental”, disse o coordenador Jadson Maciel, por meio da Up Comunicação Inteligente também responsável pela assessoria de imprensa da Virada Sustentável Manaus.



SIGA-NOS NAS NOSSAS REDES