Boi Caprichoso lota o Curral Zeca Xibelão para encerrar gravações de DVD

Com uma grande festa, em Parintins, o boi aproveitou a última etapa da fase de gravações para fazer o lançamento do CD deste ano

Stephane Simões / redacao@diarioam.com.br

Parintins – O Boi Caprichoso realizou, na noite deste sábado (21), a última etapa da fase de gravações do DVD ‘Sabedoria Popular: Uma Revolução Ancestral’, tema que será apresentado no 53° Festival Folclórico de Parintins, no Curral Zeca Xibelão, em Parintins. Na ocasião, o boi da estrela aproveitou a festa para fazer o lançamento do CD deste ano, com as músicas que serão cantadas durante as três noites de festival.

Curral Zeca Xibelão foi palco do último dia de gravações para o DVD o Boi Caprichoso (Foto: Divulgação)

A gravação contou com a presença dos itens oficiais, além das torcidas oficiais do boi. O DVD teve uma série de gravações, em diferentes locais, como Santarém (PA), Presidente Figueiredo e Manaus, tendo o palco do Teatro Amazonas dentre os cenários, e, por fim, em Parintins. Conforme o presidente do conselho de arte do Caprichoso, Ericky Nakanome, as cidades onde foram feitas as gravações foram escolhidas dentro da dramaturgia definida pelo conselho de arte.

Nakanome explica que Santarém foi escolhida por conta da toada ‘Boto Romanceiro’, fazendo link com boto tucuxi e boto cor-de-rosa e os grupos de carimbós. Presidente Figueiredo foi escolhida por estar mais próxima de uma proposta visual da toada ‘Terra Mãe Ancestral’, que, para ele, é uma visão de ver a Amazônia a partir da universalidade.

“O Teatro Amazonas foi escolhido porque entendemos que não teria um melhor lugar para gravar um boi que reafirma e reconhece, a partir de hoje, que pelo menos 70% da festa tem matriz afro, e nós entendemos que os seringueiros trazidos no período áureo da borracha, foram os mesmos que construíram e trouxeram a festa do boi-bumbá”, explicou.

“Os outros lugares foram para fazer imagens de floresta e o Curral Zeca Xibelão vem porque é nosso templo sagrado do saber popular, de pessoas que não passaram pela universidade e aprenderam o seu conhecimento de geração em geração”, acrescentou Nakanome.

O presidente do boi, Babá Tupinambá, contou que foram mais de 800 pessoas envolvidas em todo o projeto do DVD. O lançamento está previsto para o dia 23 de junho, quando será realizado o Boi de Rua. “Esse ano nós queríamos fazer um pouco diferente, algo que abrangesse todo o Norte. Eu não sei se vai ser o melhor DVD da época, mas será um dos melhores”, afirmou.

Casa lotada

Com a casa lotada, o Boi Caprichoso conseguiu atingir a capacidade máxima de pessoas, que é de 6,5 mil, segundo o vice-presidente do boi, Jender Lobato. A expectativa era que cerca de oito mil pessoas fossem até o curral. Para que ninguém perdesse a gravação, um cenário foi montado do lado externo do curral, onde os torcedores puderam assistir em telões tudo o que estava acontecendo dentro do curral.

“É uma sensação maravilhosa e, ao mesmo tempo, é um sentimento que só o torcedor do Caprichoso tem. Gravar um DVD com a casa lotada, com torcedores que vieram de Manaus, elevando o Festival de Parintins, é um orgulho muito grande para nós”, afirmou.

Segundo presidente do conselho fiscal do Caprichoso, Saulo Vianna, o DVD estava sendo planejado desde agosto do ano passado. Para ele, a gravação do DVD tem uma simbologia, pois movimenta a cidade antes da época do Festival. Saulo ressaltou, ainda, que o torcedor azulado pode esperar que, em 2019, o boi pretende fazer mais um DVD. “Este DVD é um projeto ousado do nosso conselho de arte. Nós determinamos que fosse feita a gravação em vários locais. A nossa ideia foi buscar uma coisa inovadora, fora do comum, para fazer produto para o torcedor e para os turistas”, ressaltou.

Lançamento do CD

Além da gravação, a noite de sábado também teve o lançamento do CD do Caprichoso, com 23 músicas inéditas. Conforme o presidente do conselho musical do Caprichoso, Mauro Moraes, o CD levou cerca de três meses para ser produzido e contou com a participação de Alcione, na toada ‘Boi de Negro’.

Moraes ressaltou a importância de ter uma artista nacional participando do CD, pois ajuda a divulgar a cultura parintinense Brasil a fora. “‘Boi de Negro’ é uma toada que retrata a raiz do boi-bumbá e fala, também, da cultura negra. Para nós, isso é muito importante, e eu tenho certeza que essa toada será o carro-chefe esse ano”, ressaltou.

Há 10 anos participando das escolhas das toadas, Moraes acrescentou que as escolhas das toadas terminaram no final de novembro e, no início de dezembro, as músicas já estavam sendo gravadas em estúdio. Segundo ele, a produção total do CD foi realizada em cerca de três meses. “Esse CD do Caprichoso, em termos de qualidade musical e produção, é um dos melhores de todos tempos”, disse.

No próximo sábado (28), será a vez de Manaus receber a festa de lançamento do CD do Boi Caprichoso. O evento será realizado no Copacabana Chopperia, a partir das 18h.

*A repórter viajou a convite do conselho fiscal do Boi Caprichoso.