Garantido anuncia tema para o Festival de 2018: “Auto da Resistência Cultural”

Além do tema, o Garantido também anunciou contratação dos artistas Oséas Bentes e Teco Mendes, que retornam ao Boi

Com informações da assessoria / redacao@diarioam.com.br

Manaus – “Auto da Resistência Cultural”. Esse é o tema que o Boi Garantido escolheu para disputar o Festival Folclórico de Parintins 2018. O anúncio oficial foi feito em uma festa realizada pela agremiação vermelha e branca, na noite da última sexta-feira (3), em frente a Catedral de Nossa Senhora.

Com os itens oficiais, presidente Fábio Cardoso, vice Messias Albuquerque, Comissão de Artes, prefeito Bi Garcia, além dos ex presidentes Adelson Albuquerque, Telo Pinto e Fred Góes, Edwan Oliveira anunciou, ainda, a contratação dos artistas Oséas Bentes e Teco Mendes, que retornam ao Boi e o consagrado figurinista e estilista Werner Botelho.

Garantido anuncia tema para 2018 (Foto: Élcio Farias/Divulgação)

Edwan anunciou também a publicação do novo edital de toadas, além do investimento que será feito pelo Garantido na divulgação do Festival em nível nacional com a produção de clipes musicais, contando com a participação dos itens oficiais do boi. Outra novidade para os demais anos será o lançamento do tema do Garantido agendado para o dia do Folclore, 22 de agosto.

Sobre o tema, Fábio Cardoso parabenizou a Comissão de Artes pela ampliação do debate a cerca do caminho que o Boi Garantido irá trilhar na busca do 32° título. “É um tema riquíssimo e que tem tudo haver com o nosso Boi, com a nossa história e sobre a contemporaneidade. Não temos dúvidas que o pontapé para a vitória foi dado nesta noite histórica”, disse.

Auto da Resistência Cultural

Resistir culturalmente tornou-se uma opção de vida do mestre Lindolfo Monteverde ao criar o Boi Garantido em 1913. O folguedo junino que nasce para honrar a promessa de seu fundador a São João Batista, transforma-se ao longo de mais de 100 anos em um instrumento de resistência cultural.

A tragicomédia nordestina de Pai Francisco e Mãe Catirina, ao chegar à Amazônia acolhe elementos culturais dos diferentes povos que habitavam ou imigraram para a Região. O resultado dessa transfiguração cultural foi um auto onde caboclos, negros e indígenas puderam se expressar.

Em 2018, o Garantido renova seu compromisso com a realização de uma ‘Brincadeira de São João’ que se constituiu e que se constitui como um espetáculo de resistência pela arte. “Essa é a marca do nosso passado e do nosso presente, porquê em nós habita o sentimento do nosso fundador de resistir culturalmente. Defenderemos esse princípio na arena a cada passo de dança dos nossos brincantes, a cada acorde musical das toadas, a cada cena e cenário e cantaremos um mundo harmônico como a nossa Batucada”, anunciou a assessoria de imprensa do Boi.



SIGA-NOS NAS NOSSAS REDES