Brasileira consegue autorização para tirar filho de abrigo em Chicago

A Justiça federal do Estado de Illinois, nos EUA, decidiu promover a união de mais uma família brasileira que havia sido separada depois de ter cruzado ilegalmente a fronteira do México com os Estados Unidos

Da Redação / redacao@diarioam.com.br

Manaus- A Justiça federal do Estado de Illinois, nos EUA, decidiu promover a união de mais uma família brasileira que havia sido separada depois de ter cruzado ilegalmente a fronteira do México com os Estados Unidos. A decisão obriga o governo a entregar o menino Diego Magalhães, de 10 anos, a sua mãe, Sirley Silveira Paixão, depois de o menino ter passado 43 dias em um abrigo, em Chicago. As informações são da assistente jurídica do caso.

Área degradada

O juiz federal Hiram Armênio Xavier Pereira condenou o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Delta Construções S/A e Oi S/A a recuperar danos ambientais produzidos por obras no km 144 da BR 174. Para recuperação, devem ser apresentado Plano de Recuperação de Área Degradada.

Multa

Os condenados tem prazo de 30 dias para apresentar o plano de recuperação sob pena de multa mensal de R$ 5 mil até atingir o valor de R$ 100 mil. Os condenados ainda devem pagar indenização em valor mínimo de R$ 20 mil, passível de majoração.

Privatização 1

O projeto de lei que viabiliza a privatização de seis distribuidoras de energia controladas pela Eletrobras é o destaque do Plenário da Câmara dos Deputados para a segunda semana de julho.

Privatização 2

Os deputados já aprovaram o substitutivo do deputado Julio Lopes (PP-RJ) para o PL 10332/18, do Executivo, mas precisam votar os destaques apresentados ao texto.