CNJ pede explicações à juíza sobre perfil com crítica ao STF

O CNJ quer saber se a magistrada deu autorização para a utilização de seu nome no perfil ‘Juíza Gabriela Hardt Sincera’ ou, em não tendo relação com a conta, se tomou alguma providência para que ela seja excluída

(Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil)

Manaus – O Conselho Nacional de Justiça (CNJ), por meio do ministro Humberto Martins, pediu explicações sobre um perfil no Twitter associado a juíza federal substituta Gabriela Hardt, por conta de publicações críticas ao Supremo Tribunal Federal (STF). O CNJ quer saber se a juíza deu autorização para a utilização de seu nome no perfil “juíza Gabriela Hardt sincera” ou, em não tendo relação com a conta, se tomou alguma providência para que ela seja excluída.

Almoço

O embaixador de Israel no Brasil Yossi Shelley será homenageado, em um almoço, na próxima terça-feira (19), no Salão Nobre do Centro Cultural Palácio Rio Negro pelo governador do Amazonas Wilson Lima.

Fraternidade

O deputado Serafim Corrêa (PSB) fez um alerta para a necessidade da defesa, execução e fraternidade nas políticas públicas. A afirmação foi feita durante sessão especial de lançamento da Campanha da Fraternidade 2019, proposta pelo deputado, na Assembleia Legislativa do Estado (ALE), que tem como tema ‘Fraternidade e Políticas Públicas’ e como lema ‘Serás Libertado pelo Direito e pela Justiça’.

Imunidade

Projeto de Lei Complementar 40/19 na Câmara dos Deputados pretende fixar requisitos legais para que entidades beneficentes de assistência social usufruam a imunidade tributária.

Entidades

A proposta regulamenta dispositivo da Constituição que isenta de contribuição para a seguridade social as entidades beneficentes que atendam às exigências estabelecidas em lei.

Crianças e adolescentes participaram da oficina de culinária ‘Master Chefe Mirim’ para preparação de massa de pizza. A capacitação foi ofertada pela Cozinha Comunitária da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc) (Foto: Divulgação/Semasc)