Colunista elogia Arthur Neto como ‘guerrilheiro’ do PSDB

Ao comparar o prefeito de Manaus com Geraldo Alckmin, a coluna informa que Arthur, aos 72 anos, diz ser o único capaz de evitar uma nova derrota dos tucanos

Da Redação/redacao@diarioam.com.br

Manaus – Com o título ‘Um guerrilheiro no PSDB’, o articulista Bernardo Mello Franco, da Folha de S. Paulo, disse que não é fácil a vida do presidenciável Geraldo Alckmin, que começou o ano eleitoral em quarto lugar nas pesquisas, com apenas 7% das intenções de voto e, sem conseguir fechar alianças, ainda enfrenta um adversário no PSDB: o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio.

A coluna informa que Arthur, aos 72 anos, diz ser o único capaz de evitar uma nova derrota dos tucanos. “Geraldo é um candidato sem pegada, sem posições definidas. No ritmo em que ele vai, o PSDB ficará fora do segundo turno”, disse Arthur à coluna. “Olho para a direção do partido e vejo todo mundo feliz, a caminho da quinta derrota consecutiva. Parece que eles jogam para perder”, critica. O prefeito diz que Alckmin já teve sua chance em 2006, quando foi derrotado pelo ex-presidente Lula. “Ele teve menos votos no segundo turno do que no primeiro. Para provar que não ia privatizar os Correios, ainda se fantasiou de carteiro. Aquela cena me deixou agoniado”, lembrou Arthur.

Verba da ciência 1
A Fundação de Amparo à Pesquisa do Amazonas (Fapeam) tem julgado irregulares dezenas de prestações de contas de verbas de projetos científicos, por inadimplência.

Verba da ciência 2
A Fapeam tem concedido longos prazos para que os responsáveis recolham aos cofres públicos o dinheiro recebido, para não terem o nome incluído em dívida ativa.

Flutuante no fundo

A Amazonastur contratou o Juruá estaleiros e Navegação, por R$ 80 mil, para remover um flutuante do fundo do Rio Negro, na Comunidade Cachoeira do Castanho.

Denúncia em Parintins 1
O Ministério Público do Estado acompanha denúncia de irregularidades no recolhimento ISS pela NV Indústria Comércio e Construção Ltda., em Parintins.

Denúncia em Parintins 2
O Ministério Público investiga, ainda, dispensas de licitação indevida para o 44º Festival Folclórico de Parintins e fracionamento de contratos com a A. de F. Pessoa Manso, em 2009.

Meirelles diz que nota de risco é questão de tempo
A elevação da nota de risco do Brasil é uma questão de tempo, disse o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles. Ao comentar o rebaixamento pela Standard & Poor’s, ele manifestou confiança na aprovação da reforma da Previdência e das medidas de ajuste fiscal.

Oprah teria 35% dos votos para presidente
Uma pesquisa da rádio pública NPR/Marist Poll assinala que 64% dos americanos têm uma opinião favorável a Oprah Winfrey, mas ainda que a jornalista, atriz e empresária de 63 anos tenha grande popularidade, apenas 35% disseram que votariam nela em 2020 para presidente.