Entidades de pesquisa pedem R$ 1 bilhão da venda da Eletrobras

Ministro de Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações, Gilberto Kassab, deu a informação após reunião com entidades do setor, no Palácio do Planalto

Da Redação / redacao@diarioam.com.br

Manaus – O ministro de Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações, Gilberto Kassab, afirmou, nesta quinta-feira (8), que entidades do setor de pesquisa querem que o governo direcione R$ 1 bilhão da privatização da Eletrobras para ser investido em pesquisa, ciência e inovação. Kassab deu a informação após reunião com entidades do setor, no Palácio do Planalto.

Segundo o ministro, essa é uma das frentes para aumentar o volume de recursos em pesquisa e tecnologia no País. “As entidades me informaram que estão se estruturando para fazer uma mobilização e demandar junto ao governo federal que, no caso da privatização da Eletrobras, que fosse apartado R$ 1 bilhão para ser direcionado à pesquisa e inovação”, disse.

Kassab afirmou, no entanto, que a proposta ainda é inicial e que não discutiu o assunto com outros integrantes do governo, mas que o papel do ministério é apoiar o setor. O governo espera arrecadar R$ 12 bilhões no processo de privatização da Eletrobras. A operação deve ocorrer por oferta de ações da empresa, que usará o dinheiro para pagar outorga de usinas para a União, ou seja, pelo direito de explorá-las.

Com ressalvas
O TCE aprovou com ressalvas, mas sem multas, as contas de 2014, da Procuradoria Geral de Justiça do Estado, dos ex-procuradores Francisco Cruz e Fábio Monteiro.

Mudança na SSP 1
Em mais uma mudança na sua administração, o governador Amazonino Mendes exonerou o secretário adjunto de operações da Secretaria de Segurança, Orlando Amaral.

Mudança na SSP 2
Para o lugar de Orlando Amaral, foi nomeado o delegado Marcos Klinger dos Santos Paiva, que foi secretário-executivo-adjunto da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap)

Prazo de inquérito 1
A ministra Rosa Weber, do STF, determinou que a Polícia Federal conclua, em 30 dias, as investigações das delações da Odebrecht sobre a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM).

Prazo de inquérito 2
Em manifestação sobre as denúncias, Vanessa Grazziotin afirmou que todos os recursos de sua campanha “foram legalmente contabilizados”.

Nome de Lula em pesquisas irrita Jair Bolsonaro
O deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) anda bravo com os institutos de pesquisas que incluem Lula nas entrevistas de intenção de voto. Com Lula enquadrado na Lei da Ficha Limpa, por condenação em segunda instância na Lava Jato, Bolsonaro diz que é o líder na preferência dos eleitores.

Sardenberg :lei para todos deveria ser fato dado’
O jornalista Carlos Alberto Sardenberg disse que algo vai mal quando a presidente da Suprema Corte, em tom solene, declara que a lei vale para todos e assim será aplicada. E ainda colhe aplausos de muita gente. “Mas isso, que lei vale, não deveria ser um fato dado?”.



SIGA-NOS NAS NOSSAS REDES