Fundo da Amazônia lança chamada de R$ 150 milhões

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) lançou uma chamada pública de R$ 150 milhões que vai financiar até dez iniciativas nessa área. Projetos de conservação e uso sustentável da Amazônia podem concorrer a recursos do Fundo Amazônia. As inscrições podem ser feitas por associações, cooperativas, fundações de direito privado e empresas privadas até 7 dezembro. Os selecionados poderão receber entre R$ 10 milhões e R$ 30 milhões. O edital prevê que os projetos escolhidos devem tratar não só do meio ambiente, mas também impulsionar o desenvolvimento econômico das comunidades tradicionais, ribeirinhos, assentados, agricultores familiares, indígenas e quilombolas da Amazônia Legal. A produção baseada em recursos da Amazônia, como açaí, castanha, cacau e pirarucu respaldam a geração de renda dessa população. Ao mesmo tempo, o uso desses produtos naturais colabora para a manutenção da floresta, que é fonte desses recursos. Outra chamada ainda deve ser lançada neste ano, mas deve ser voltada para ações de reflorestamento.

Fuga da Venezuela

As autoridades brasileiras e de países da América do Sul já estimam que mais de 1 milhão de venezuelanos já tenha cruzado a fronteira com a Colômbia, enquanto outros 30 mil cruzaram para o Brasil.

Unidades da Suframa

A senadora Ângela Portela (PDT-RR) apresentou projeto para garantir autonomia adiminstrativa e financeira às unidades administrativas da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), em Rio Branco, Porto Velho e Boa Vista.

Leilão na Assembleia

A Assembleia Legislativa do Estado lançou licitação para contratar leiloeiro oficial para alienar bens móveis inservíveis (veículos). A licitação está prevista para ser realizada no dia 23 deste mês.

Comitê de governança

Já está instalado o Comitê de Governança do Ministério Público do Estado do Amazonas, responsável pela avaliação, monitoramento e atualização da estratégia de gestão do órgão .

Residências assistidas

Foi promulgada pela Assembleia Legislativa do Amazonas, na última semana, a lei que institui o Programa de Residências Assistidas para atender pessoas portadoras de necessidades especiais, em todo o Estado.



SIGA-NOS NAS NOSSAS REDES