Maia diz que Congresso vai discutir os ‘excessos’ em auxílio-moradia

Pagar auxílio-moradia a beneficiados que têm imóvel próprio ou patrimônio elevado é uma prática no Judiciário, Executivo e Legislativo

Da Redação / redacao@diarioam.com.br

Manaus – Após reunião com a presidente do Supremo Tribunal Federal, Cármen Lúcia, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou que o Congresso vai discutir a regulamentação de pagamentos de auxílio-moradia e outros penduricalhos nos três Poderes, com o objetivo de coibir excessos. Pagar auxílio-moradia a beneficiados que têm imóvel próprio ou patrimônio elevado é uma prática no Judiciário, Executivo e Legislativo.

Pagar auxílio-moradia a beneficiados que têm imóvel próprio ou patrimônio elevado é uma prática no Judiciário, Executivo e Legislativo (Foto: Reprodução)

Da Embrapa à Fapeam
O Ministério da Agricultura efetivou , por prazo ilimitado, a cessão do engenheiro agrônomo da Embrapa para a direção da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam).

Limites de parques
Está na pauta do Supremo Tribunal Federal ação direta de inconstitucionalidade contra lei que reduz os limites dos Parques Nacionais da Amazônia e dos Campos Amazônicos no sul do Estado do Amazonas.

Ex-secretário aposentado
O auditor fiscal de tributos, ex- superintendente da Suframa e ex-secretário de Estado de Planejamento Thomaz Nogueira, foi aposentado da Secretaria da Fazenda, por decreto de Amazonino Mendes.

Sigilo levantado
O Ministério Público do Estado tirou o sigilo do inquérito que apura dispensa irregular de licitação e lavagem de capitais, entre 2004 e 2008, na Suhab, envolvendo os então diretores Robson Roberto e Sidney Robertson de Paula.

MAIS INFO
2,5 milhões de reais por ano é quanto o governo federal estima a economia com a proibição de compra de passagens aéreas na primeira classe e na executiva em viagens a serviço, para voos domésticos ou para o exterior.

650 mil novos imóveis contratados é a meta do governo federal para 2018 no Programa Minha Casa Minha Vida (MCMV). O anúncio foi feito, ontem, pelos ministros das Cidades, Alexandre Baldy, e da Secretaria Geral da Presidência, Moreira Franco.



SIGA-NOS NAS NOSSAS REDES