Matérias denunciam a soma de dois ‘Geddéis’ no Amazonas

Da Redação/redacao@diarioam.com.br

Manaus – Em duas manchetes, ontem e domingo, este DIÁRIO informou notificações do Tribunal de Contas do Estado (TCE) e do Tribunal de Contas da União (TCU) a gestores e entidades que praticaram irregularidades com recursos públicos estaduais e federais no Amazonas que somam R$ 107 milhões, ou mais que o dobro dos R$ 51 milhões das maletas encontradas no apartamento emprestado ao ex-ministro Gedel Vieira Lima, que está preso. Em apenas um dia, em um único Diário oficial, o TCE notificou 23 ex-prefeitos do interior do Amazonas a devolverem R$ 94 milhões aos cofres públicos por irregularidades em prestações de contas. Os valores envolvem multas e glosa devidos pelos ex-gestores em valores atualizados. E o TCU já condenou, neste ano, gestores, ex-prefeitos e entidades do Amazonas a devolverem R$ 23 milhões por irregularidades no uso de recursos da União. Foram R$ 17,5 milhões em valores a serem devolvidos ao governo federal e R$ 5,4 milhões em multas a serem pagas pelos gestores. Parece que o Amazonas ainda está em 1990.



SIGA-NOS NAS NOSSAS REDES